Pular para o conteúdo principal

Um abraço e um aplauso para o visitante 100 mil diretamente de Praga!


Gente boa,

Chove bastante aqui hoje, o dia está feio e estou fazendo as malas enquanto o Ângelo brinca.
Eu havia perdido um tempão terminando um post que queria muito publicar ainda na semana da postagem verde da Gloríssima. Perdi todas as correções que fiz hoje e inserções por conta de falha no blogspot. Fiquei verde de raiva, mah tudo bene! Só não tenho mais tempo de refazer tudo novamente (o post era bem grande!). Vou viajar sem o post da semana e sem conseguir responder comentários, emails etc. Farei tudo semana que vem, depois de voltarmos.

Estamos indo conhecer Praga, capital da República Theca, lugar que sempre tive uma curiosidade infantil de conhecer, já que uma de minhas tias, Vicentina, se casou com meu tio João, cuja família vinha de lá, através de um programa de rádio da época. Lembro dela contar que se encantou por ele ser "meio estrangeiro" e desse lugar tão distante. Lembro-me de pensar tanto nesse lugar distante e tentar imaginar como era a terra de onde meu tio havia saído.

O desejo só aumentou com leituras de Kafka e quando conheci clássicos da música nascidos por lá.

Vamos numa viagem de carro com parada em Berlim na ida e Potsdam na volta. Encontraremos três casais de amigos brasileiros, Liana, Flávia e Ângela e tenho certeza de que será uma viagem marcante.

Sei que no Brasil não é feriado, mas aproveito para mandar um abraço para quem passar por aqui e sobretudo a quem for o visitante número 100 mil.

Prestem atenção aí no contador do lado e se você for o número 100 mil deixe um recado pra gente. Eu estarei mandando super energias de Praga, então sendo você o visitante 100 mil você terá uma semana inteirinha de muita sorte e com chances de se tornar famoso ou famosa aqui no Brabuletis.

Hasta la vista Baby!

Comentários

Camila Hareide disse…
Sonildes, Praga está na minha lista de cidade mais linda do mundo (há algumas, na verdade...). Que inveja!

Não deixe de visitar o museu do Kafka e ver uma troca de guarda no palácio real...

Inté dia 21!!!

beijo
Françoise disse…
Uau, que delícia de viagem....aproveite bastante!!!
Bjos e até a volta.
Lu Souza Brito disse…
Que sonho Somnia! Também desejo muito conhecer Praga, assim como Turquia.
Beijooooooos
Beth/Lilás disse…
Bem, eu ia esperar chegar nos 100 mil, mas não tive paciência. hehe
Então, que passeio lindo vocês irão fazer, eu não conheço, ainda, Praga, mas dizem que é bela. Mas meu maridex que já esteve em Berlim disse-me que é uma cidade incrível também, super modernosa e vale a pena conhecer.
Boa viagem, garotinhos!
beijos cariocas
Oi Borboletex, tudio bem? Minha filha conhece Praga e diz que é linda...já ouvi dizer que é uma das mais belas cidades da Europa...tenho vontade de ir e um dia irei, com certeza! Boa viagem e até a volta! Enjoy it!
Beijinhos.
Anônimo disse…
Agora deu vontade de ficar entrando e saindo até ser a 100.000, será que funciona? rsrs
Aproveitem muitão essa viagem, que além do destino ser lindo, as viagem com certeza vai ser bem prazeirosa também!
Beijão!
Denise disse…
Nem sei mais como cheguei, mas por alguma razão, na primeira visita, fui a leitora de número 100 MIL...rs

Bjos pra vc que está "borboleteando" por Praga!

Bjos
VC vai se apaixonar por Praga....Ela é linda , imponente, misteriosa....

OLha, lembrei d eti quando ouvi a musica que Portugal vai aprticipar no Eurovision...
Lembrei de vc por causa do post em que vc fala do inglês pessino no Melodifestivalen..O autor da musica portuguesa liberou a traducao em inglês..tem partes que nao diz coisa com coisa..bjs e dias felzies

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Azulejos em carne viva? O que você vê na obra de Adriana Varejão?

( "Azulejaria verde em carne viva" , Adriana Varejão, 2000) Gente querida, Domingão a noite e tô no pique para começar a semana! Meu grande mural preto, pintado na parede do escritório e onde escrevo com giz as tarefas semanais, já está limpinho, com a maior parte "ticada" e apagada. Estou anotando aqui o que preciso e gostaria de fazer até o fim desta semana e, entre elas, está finalizar a nossa apreciação da obra de Adriana Varejão , iniciada há dias atrás. Como podem ver eu não consegui cumprir o prazo que me dei para divulgação do post final, mas abri mão de me culpar e vou aproveitar para pensar mais na obra com vocês. Aproveito para convidar quem mora em São Paulo a visitar a exposição da artista, em cartaz no   MAM , Museu de Arte Moderna, no Parque Ibirapuera, com entrada gratuita e aberta ao público até 16 de dezembro deste ano. ("Parede com incisões a La Fontana", Adriana Varejão, 2011) Para "apimentar" a dis

Na Suécia também não tem... bebê com brinco na orelha

("Não tem brincos: é menino ou menina?", criança sueca posa para grife Polarn O. Pyret ) Nove em cada dez vezes que alguém no Brasil tenta ser simpático com uma grávida ou alguém com um bebê de colo a pergunta é sobre o gênero da criança. Menino ou menina? Já repararam? Embora essa pareça ser a única pergunta possível para tanta gente, a verdade é que ela diz muito sobre nosso modo de ser e pensar e a importância que damos ao sexo e a escolha sexual de uma pessoa. Tomemos outra situação: quando alguém olha para um bebê menino nas ruas no Brasil você acredita que haja alguma expectativa quanto a algum sinal, uma marca, deixando claro e evidente se tratar de um menino? E quando encontra uma menina? Bom, fato é que nossa menina Marina agora tem 8 meses e eu simplesmente não tenho condições de contar as dezenas de vezes em que fui parada nas ruas em São Paulo por alguém perguntando se tratar de uma menina ou de um menino.  Até aí nenhum problema! Bebês no começo não tem