Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Nós, os subestimados, não queremos mais ficar calados!

(Estação de Trem "Pinheiros", ontem, São Paulo, 17 de Junho de 2013)  A juventude brasileira acordou do sono dogmático! Acordou porque o sono da razão andava produzindo monstros demais! Ontem, durante algumas aulas, alunos e alunas combinavam de se encontrar no protesto contra o aumento das tarifas nos transportes coletivos no centro de São Paulo . Me perguntaram: "Fessôra cê não vai?". (Such a big shame!) "Não, infelizmente eu não vou poder ir", respondi enquanto pensava nas crianças e no trabalho. Ao fim da tarde, de volta, no trem ouvi de muitas outras meninas de uns 17 anos o mesmo: estavam indo para os protestos e falavam coisas como: "fica lá assistindo a Globo!", "quem não apóia a gente são esses alienados!", "não percebem como são engolidos por este capitalismo!". Elas estavam animadas e no ônibus só se falava nisso entre as pessoas. E eu pensava: é o mesmo trem que eu tomo toda semana? (Foto de Renati

No meio do caminho havia uns milhares de jovens...

("Apesar de você", Chico Buarque) Eu que vago pela Marginal Pinheiros num trem lotado às seis da tarde, Eu que vago pelo trem lotado sentindo o cheiro fétido de esgoto no rio da minha cidade, Eu que vago pela cidade fétida vendo os filhos da miséria, Eu que vejo os filhos da miséria num descaso com a vida de outros tantos, Eu que vejo outros tantos fingindo-se de cegos e empurrando a semana para viver num feriado, Eu que num feriado encaro o trânsito intragável da cidade que cresce sem nenhum controle e administração, Eu que sem nenhum controle tenho ódio de viver onde vivo , Eu que com ódio de onde vivo achei que não havia mais esperança, Eu que sem esperança voltei os olhos ao noticiário e aos milhares de jovens nas ruas de minha cidade fétida, cheia de trânsito, violenta e miserável, Eu que miserável vivia me perguntando se as pessoas a minha volta estavam mortas de tão acostumadas, Eu que acostumada a não ver reação com os milhões de reais roubados por po

"Enquanto isso, na silenciosa Bahia...": A história de uma mãe, sua filha e da sonoridade da surdez

(Kátia e Cláudia, mãe e filha em lançamento do livro "A sonoridade da Surdez", de Kátia Franco, fonte foto: Mídia Social Notícias ) "Cidade de Palmeiras, localizada na Chapada Diamantina, a 439 km dc Salvador... Quando pequena, Cláudia, que é surda, ficou indignada com a escola pois não conseguia aprender a ler e escrever. Desesperada, Cláudia pulou os muros da instituição e foi para casa chorando. Comovida com a situação, sua mãe Kátia tomou uma decisão que mudaria sua vida: resolveu estudar letras e passou a ser a professora da própria filha. Primeiro, aprendeu a Língua Brasileira de Sinais (libras) para facilitar a interação. Depois, ensinou a libra e o português para a filha. A garota conseguiu dominar as duas línguas. Hoje com 21 anos, Cláudia consegue fazer todas as atividades de uma pessoa sem deficiência, como ler, pegar ônibus ou colocar roupas na máquina de lavar."... (Texto do  Escrevo este post neste dia chuvoso e frio de Junho enquanto es

Como saber a pitada exata do que falta?

("Salento", René Aubry) Gente querida! Escrevo este post ao som desta fantástica canção do René Aubry a qual me dá uma baita sensação de leveza, alegria intensa e sensação de que a vida é tão boa de ser vivida! Com ela queria fazer um convite especialíssimo para vocês e, para este domingo, para aqueles que moram em Brasília. Neste domingo, dia 09 de Junho, meu amigo Ênio Rocha estará na terrinha dele, Brasília, fazendo uma Introdução ao Fórum Landmark, aquele curso mega master fantástico do qual tenho falado aqui há quase 2 anos. O Fórum é um curso para quem tem o desejo de avançar e obter saltos e alto desempenho em áreas da vida que crê não estarem funcionando bem ou como gostaria e a Introdução, por sua vez, é uma amostra prática de como funciona o Fórum. Nela você não só entende como funciona e do que trata o curso como sai de lá com uma possibilidade de ação criada por você mesmo na área que quer trabalhar na vida. O depoimento de quem fa