Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Hoje: Noite de autógrafos do livro "Ele não sabia dançar", de Ed Cruz!

Ai gente toda a quem eu prezo muito! "Eu tenho tanto pra lhe falar"... e nem mesmo me faltam palavras! Falta-me mesmo é mais tempo, coisa aliás que terei melhor a partir da semana que vem quando tanto Ângelo quanto Marinacota irão 4 horinhas para a escola e eu quero porque quero pôr o Borboleta pra funcionar porque eu morro de saudade de vocês! Por ora, passo para fazer um convite daqueles malucos para gente maluca e que topa qualquer coisa: hoje, terça-feira, a partir das 22:30h, estarei junto com Edíssimo , aquele moço Ed Cruz da "Menina da Saia de Tule" para uma primeira noite de autógrafos do nosso escritor preferido (escritora é a Gloríssima , sempre sempre querida!). Ed estará com alguns exemplares do primeiro livro dele,"Ele não sabia dançar!" aquele sobre o qual eu escrevi um " Prefácio Esperançosíssimo ", lembram? Então! Ele publicou o livro com o tal prefácio meu, fato que me deixa duplamente feliz, e quem quiser um exemplar é

Apareceu a Margarida e portanto... a Borboleta!

(Eu, numa foto de brincadeira, mas que é símbolo de minha fase mais filosófica e "in" de toda minha vida, foto de Adriana Cechetti) Em quase 5 anos de blog (que serão completados em maio deste ano) eu tive muitos prazeres. Escrever foi certamente o maior deles. Saber que estava sendo lida estava ali ó, coladinho com o primeiro. E receber comentários e reflexões acerca do escrito me fazia voltar ao prazer maior que era escrever. Nesses anos todos eu senti uma coisa tal como uma "força maior" me compelindo a escrever, a dizer sobre o que eu sentia, a dividir, a pôr pra fora coisas e pensamentos íntimos. Eu revelei a cara de minha família. Eu falei do jeito que vivia na Suécia. Eu dividia (um pouco) dos dissabores e (muito) das alegrias de viver no velho continente. E então eu voltei ao Brasil. Os posts foram se escassando. O medo de se expor demais num país não mais seguro quanto o de antes e de expor detalhes de minha vivência para gente brasileira com quem eu m