Pular para o conteúdo principal

Eu tenho um sonho. E você?


("I have a dream", ABBA)

Vocês já sabem da minha paixão escancarada pelo ABBA não é?

Já até expliquei como meu amor brega por eles como menina dos anos 80, no interior de São Paulo, se transformou em algo como louca identificação vivendo na Suécia, morando na mesma cidade que um dos integrante; vendo nas paisagens dos clipes da banda a Suécia que aprendi a amar; vendo nos integrantes cada sueco e sueca que aprendi a conhecer e respeitar.

Hoje em dia ABBA tem este misto de infância com sonhos que consegui conquistar. Eu sei! Podem rir! Nem faz sentido para tanta gente: música brega, produto de indústria cultural, mas gente, é sério, ABBA me dá sempre uma energia deliciosa.

Acordei pensando nesta música hoje, porque também acordei pensando em muitos emails e mensagens que recebi sobre "O sonho da Dora e da Joana". Eu estou emocionada, sem demagogia, com tanta gente dizendo: "Sônia, pode me dar o número da conta que quero colaborar".

Sabe o que isso tudo me fez pensar: que as pessoas são boas. Ou pelo menos a maior parte delas quer muito ser boa, elas só precisam de chances de provar isso. Se eu estiver errada nisso também talvez seja porque pelo menos muitas delas acreditam que fazer a coisa certa é o que vale.

Sabe, eu tenho um sonho, e ele se repete meio que desde quando sou muito pequena.. Eu tenho o sonho de fazer minha vida valer muito a pena! Muito! E embora eu saiba o quanto minhas pequenas ações de formiga estão a anos luz de distância do que grandes mulheres e homens já fizeram pela humanidade eu ainda assim continuo com ele.

Hoje quero vir e dizer: Gente, obrigada! Do fundo do coração!

Por confiarem em mim, primeiro. Por confiarem que não vou sumir com seu dinheiro, que farei o que foi dito. Por me darem a oportunidade de ir pondo estes meus "soinhos" em prática. Por confiarem que a Dora e a Joana valem a pena! Vocês nunca a viram, sabem pouco delas, menos do que eu, mas deram um voto de confiança.

Um enorme beijo e fiquem com "I have a dream" dos meus amigos do ABBA.

Somnia.

ps: quem quiser doar ainda, a campanha encerra-se amanhã às 18:00. Com prazo curto a gente é "obrigado" a se mover, a não cair em "histórias" e ir empurrando como empurramos quase tudo que achamos importante fazer. Para aqueles que disseram que querem participar, mas ainda não o fizeram eu peço que me enviem quando o farão e se possível com quanto, pois amanhã teremos uma prévia do resultado para dar para todos as 18, ok? 

Para participar basta me enviar um email somnia.carvalho@gmail.com que eu envio os dados para depósito. 

...


I Have A Dream

"I have a dream
a song to sing
to help me cope
with anything
if you see the wonder
of a fairy tale
you can take the future
even if you fail
I believe in angels
something good in
everything I see
I believe in angels
when I know the time
is right for me
I'll cross the stream
I have a dream

I have a dream
a fantasy
to help me through
reality
and my destination
makes it worth the while
pushing through the darkness
still another mile
I believe in angels
something good in
everything I see
I believe in angels
when I know the time
is right for me
I'll cross the stream
I have a dream."

ABBA

...

"Eu Tenho Um Sonho

Eu tenho um sonho,
Uma canção para cantar
Que me ajuda a enfrentar
Qualquer coisa
Se você vê maravilhas
Em um conto de fadas
Você pode agarrar o futuro,
Mesmo se você falhar
Eu acredito em anjos
Algo bom em
Tudo que eu vejo
Eu acredito em anjos
Quando souber que é a hora
Certa para mim
Eu vou cruzar a corrente
Eu tenho um sonho

Eu tenho um sonho,
Uma fantasia,
Que me ajuda atravessar a
Realidade
E o meu destino
Faz valer a pena,
Enquanto me empurra através da escuridão
Ainda mais uma milha
Eu acredito em anjos
Algo bom em
Tudo que eu vejo
Eu acredito em anjos
Quando souber que é a hora
Certa para mim
Eu vou cruzar a corrente
Eu tenho um sonho".

Comentários

Anônimo disse…
obrigado, muitas vezes.
Marcia

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Azulejos em carne viva? O que você vê na obra de Adriana Varejão?

( "Azulejaria verde em carne viva" , Adriana Varejão, 2000) Gente querida, Domingão a noite e tô no pique para começar a semana! Meu grande mural preto, pintado na parede do escritório e onde escrevo com giz as tarefas semanais, já está limpinho, com a maior parte "ticada" e apagada. Estou anotando aqui o que preciso e gostaria de fazer até o fim desta semana e, entre elas, está finalizar a nossa apreciação da obra de Adriana Varejão , iniciada há dias atrás. Como podem ver eu não consegui cumprir o prazo que me dei para divulgação do post final, mas abri mão de me culpar e vou aproveitar para pensar mais na obra com vocês. Aproveito para convidar quem mora em São Paulo a visitar a exposição da artista, em cartaz no   MAM , Museu de Arte Moderna, no Parque Ibirapuera, com entrada gratuita e aberta ao público até 16 de dezembro deste ano. ("Parede com incisões a La Fontana", Adriana Varejão, 2011) Para "apimentar" a dis

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que