Pular para o conteúdo principal

O que é uma festa senão sua trilha sonora?



"Vem dançar Mambolê, tananan!",
Daníssima e Liana ao som do Trio Los Angeles


Nossa festa de Midsomer foi sensacional.
Fomos abençoados com um dia lindo, como eu já disse antes, e também com amigos valiosos. 
Como essa festa é celebrada quase sempre entre a família mais próxima, juntamos os "sem família" e fizemos a nossa festa super mega tradicional sueca. 

Início com comilança, canções e bebidinhas suecas na mesa. Comportadíssimos. 
A parte tradicional, bem como a decoração, estavam de fazer inveja! Bu-ni-tu!

Mas como bons brasileiros que muitos que estavam lá eram foi impossível ficar só no engraçado "uácuácuá" da canção Små Grodorna. Eu queria falar mais, mas talvez as fotos, sobretudo a trilha sonora digam muito mais. 

Acho que a música que fomos selecionando na hora diz quase tudo sobre a festa, entrega a idade do pessoal e do Dj e diz muito sobre o que vivemos e quem fomos no Brasil.

Ela também uniu os brasileiros da festa aos alemães e suecos com quem dividimos a trilha internacional. Nem eles se contiveram e soltaram todas as frangas. E o ABBA, Queen, Gretchen, Sidney Magal e outros tantos também fizeram pular e cantarolar a criançada.

A música foi que fez nosso Midsomer e ele foi mais no estilo brasileiro sueco que o contrário, como era difícil de não ser.

Aqui vai o resumo da ópera e toda a trilha para quem quiser dançar e festejar junto. É só dar um clique no nome dos cantores.

E viva o verão!



"Pãpãrãrãpãrãrãpãpã... 
Ângela (virtualmente decaptada) e Somnia ao som de Rocky Balboa



"Chooorando se foi quem um dia só me fez chorar...", 
Renato e Sônia ao som do Kaoma



"Dançando lambada hey!", 
Nikol e Nik ao som de outro sucesso de Kaoma


"Uácácá uácácá uácácá cá!..", 
Molerada ao som da tradicional canção "Små grodorna"


"You are the dancing queen, young and sweet, only seventeen..." 
Iven, Ângelo e Nikol ao som do ABBA

"ÓÓÓlha que isso aqui tá muito bom, isso aqui tá bom demais!",
Flávia e Nikol ao som de Dominguinhos


"Hey! Hey! Hey, hey, hey! Macho, macho man!"
Renato, Nik e toda a molerada ao som de Village People


"YMCA, YMCA!!!, 
Gustavo, Helena e Ângelo na continuação do som de Village People


"I want to break free!!!"
Flávia, ângela, Daníssima, Nikol e Somnia ao som do Queen




"Um abajur cor de carne, um lençol azul..." 
E para terminar a noite, a festa e o Midsomer:
Menina Veneno com o ex-ídolo da molerada, Ritchie.

Comentários

Ju Moreira disse…
Contagiou total!!! Me senti na festa...nãããão, na verdade fiquei foi com vontade de estar ai!! ;)

xero grande
Beth/Lilás disse…
Ah, eu também queria estar aí!
Me vi dançando e berrando, pois com essa música eu berro não canto, o ABBA - Dancing Queen - adoooooro!
Que delícia estar aí e com tão bons amigos para se divertir, gozar a vida e ouvir sons que aqui ha muito esquecemos como o Ritchie e Magal.
Você é a alegria em pessoa, Somnia!
beijinhos cariocas.com
Adorei essa festa!! A animação, bem brasileira!!

Eu tb queria estar aí com marido e filho, dançando e cutindo com vcs!!

Coloquei as músicas e me divrti aqui!!!

Bom, muito isso aí foi bom d+!! bjks
Luciana disse…
Somnia, essa festa tava boa demais. Adorei a trilha sonora.
Beijo
Lúcia Soares disse…
Melhor ainda por estarem curtindo junto com os filhotinhos.
A sua foo, dançando com marido, mostra uma mamdeira e um copo lado a lado, "convivendo" pacificamente.
Bom demais!
Alegria é que devia mover o mundo!
Mariel Stupp disse…
Gente, que festa!!!
Me sentì aì dentro, cantando as mùsicas enquanto rolava o scroll.
Achei linda a foto tua e do Renato dançando, por si sò, e por ter a marca provavelmente do Angelo alì no cantinho da direita!! :)
Beijao!
Unknown disse…
Quero agradecer mais uma vez pela festa! Foi maravilhoso estarmos juntos curtindo cada momento da festa....
Para nós que estamos longe da nossa familia no Brasil, valorizamos muito estarmos em companhia dos amigos, a vida fica mais leve e engracada!
Obrigada Liana
Ju Moreira disse…
E por falar em trilha sonora, o post q a senhorita me pediu para fazer sobre o Spotify já está no ar! ;)
xero
Somnia Carvalho disse…
Tá todo mundo convidado pro próximo Midsomer!

se eu ainda estiver na Suécia! ok???

Ah! e vocês ainda podem escolher a trilha sonora!

Gente, de verdade, é legal saber que temos afinidades também nas nossas super músicas, nas bregas e tudo o mais!

eu não consigo ouvir essas músicas sem começar a pular feito besta. Alias, Dona Lilas, eu tinha comido moooito morango com chantilly, e tomado 1 dosinha bem pequena do "shinaps" (nao faço ideia de como escreve), a tal bebida do midsomer, mas era muito forte, não gostei. Daí que brindei com coca o tempo todo. Tomei tanta coca que nao dromi naquela noite de ligadona que fiquei!

me droguei tambem ne?rs...
Mr.Jones disse…
Oi, achei o máximo a trilha sonora da festa. Curto esses estilos também.
Sobre se conheço Fernao Capelo Gaivota? Como esquecer essa frase: "Longe é um lugar que não existe".

abraços

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Azulejos em carne viva? O que você vê na obra de Adriana Varejão?

( "Azulejaria verde em carne viva" , Adriana Varejão, 2000) Gente querida, Domingão a noite e tô no pique para começar a semana! Meu grande mural preto, pintado na parede do escritório e onde escrevo com giz as tarefas semanais, já está limpinho, com a maior parte "ticada" e apagada. Estou anotando aqui o que preciso e gostaria de fazer até o fim desta semana e, entre elas, está finalizar a nossa apreciação da obra de Adriana Varejão , iniciada há dias atrás. Como podem ver eu não consegui cumprir o prazo que me dei para divulgação do post final, mas abri mão de me culpar e vou aproveitar para pensar mais na obra com vocês. Aproveito para convidar quem mora em São Paulo a visitar a exposição da artista, em cartaz no   MAM , Museu de Arte Moderna, no Parque Ibirapuera, com entrada gratuita e aberta ao público até 16 de dezembro deste ano. ("Parede com incisões a La Fontana", Adriana Varejão, 2011) Para "apimentar" a dis

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que