Pular para o conteúdo principal

Good Morning Star Shine, parte 2: "O Borboleta tem muito mais que rostinhos bonitos!"

Fabiane Milani, diretamente do Rio Grande do Surrrr para o Borboleta


Na continuação do post "Good morning Starshine", em que estou apresentando os leitores que mostraram sua cara, tenho aqui hoje em minhas mãos uma carta. Uma carta de uma leitora que nos assina com um olhar sempre apaixonado pela natureza e um nome: Fabiane Milani.

A Fabi é essa gaúcha lindona que aparece nessa foto super bacana que vocês vêem acima (demorei a ver que a flor está na árvore e não em você!) e que, assim como você leitora e leitor, gosta de fazer visitas ao Borboleta.

Nascida em Porto Alegre a Fabi reside, na verdade, em Santa Maria, para onde se mudou com a família quando ainda era pequena. Sua história, tal qual a minha, se conta mesmo nesse lugar onde cresceu e não onde nasceu. Eu, por exemplo, nasci lá pelas bandas de Assis, na pequena cidadezinha de Pedrinhas Paulista, e cresci em Sumaré, pouquinho mais próxima da capitar São Paulo. É de lá que me conheço. A gente se lembra mesmo de onde cresce, embora haja uma lembrança construída do lugar de onde nascemos que fica a partir das histórias que os nossos pais nos contam. Talvez por isso ela tenha me dito no email:

"Sou mais Santamariense do que de qualquer outro lugar, já que vim aos seis anos de idade", diz ela. Aqui cresci, estudei, trabalhei e fiz alguns amigos."

É em Santa Maria também que a Fabiane estuda comunicação social, com foco em publicidade e propaganda, um curso, entre os quatrocentos e setenta e cinco, que eu também já quiz fazer na vida.

A Fabi me disse no email que tem curiosidade de me conhecer pessoalmente e que tem planos de vir à Suécia em julho próximo. Será um prazer com certeza! Mas tem que prometer Fabi que vai fazer umas fotos bonitas minhas iguais as você tem no seu flickr... :) inda mais porque eu vou estar maior barriguda e aqui me falta alguém com esse toque artístico nas fotos para não deixar aparecer baranguice.

É que a Fabi tem um blog onde ela posta coisas bonitas como poesias com fotos que ela mesma tira do lugar onde vive e vendo uns retratos dela eu entendi que deve ser fácil para alguém com rostinho assim mostrar "sua cara" nos blogs amigos... Ok! Não fica brava que cara brava deixa você feia!

Fabiane, seja sempre bem vinda ao Borboleta e também à Suécia! Entre em contato se vier!


Mariel Stupp: o Brasil é quentinho demais, então vou para perto da Lapônia!


E hoje eu também tenho para apresentar a vocês um outro rostinho bonito que alguns de vocês já connhecem. A Mariel é a autora do fluente, jovial e gostoso blog "Nova vida no velho mundo" (Mari você sabia que tem um blog que é tem quase o mesmo nome que o seu? "Vida nova no velho mundo"?). Ela também é ao meu ver uma brasileirinha cheia de coragem e espírito aventureiro.

Ela, como eu, vive para cá nas bandas suecas, mas ao contrário de mim ela vive naquela Escandinávia que a gente imagina a partir dos livros, sabe?

Luleå, a cidade onde vive e estuda na Universidade, fica lá em cima, quase na pontinha da Suécia, vizinha do Pólo Norte e do povo suomi. Lembra dos samernas, o povo da Lapônia, de quem falei ano passado? Então, lá mesmo onde vive o Papai Noel com sua trupe... Tudo bem que a Mariel tem uma ajuda bem boa que é o pézinho quente de um namoradão bonitão sueco, mas tem que ter peito para enfrentar um lugar onde há neve quase 8 meses do ano, não tem Mari?

A coisa legal é que a Mariel tem possibilidade de visitar facinho a vila do Pappis Noel com a turma da facul e tudo o mais, como ela NÃO fez ano passado e eu não... E o inverno dela é claro, com luz bem ao contrário do inverno de Malmö, tão escuro e cinza durante meses. Fora isso admiro mesmo a força e a alegria com que a Mari vive seu dia a dia na gélida Suécia.

Essa moçoila aí me disse novamente: "teu blog me dá o que pensar!" E eu fico realmente feiz que pessoas como ela e vocês tão pensantes e questionadores achem isso do que escrevo. Obrigada e digo, sem falsidade nenhuma Mari, que teu blog sempre me dá muito pra sentir. Adoro ver seu otimismo ainda maior que o meu com tudo e sua jovialidade e frescor!

A Fabi e a Mari estão naquela categoria "gente que faz" pra mim... porque diferente de um montão de vocês que não tem coragem de se apresentar e continuam anônimos e anônimas, elas deram a cara pra bater! hehehe... brincadeirinha!

Hasta la vista Baby!

...


ps: Amanhã mais duas histórias para vocês de gente que faz e mostra a cara no Borboleta para quem duvidar! Ah... meus enjôos estão diminuindo, talvez por isso o humor exagerado e não falso no post... sorry! Agora vocês vão ter que me engolir feliz!

Comentários

Daniela disse…
Moças lindas e inteligentes.

O meu tá super engatilhado faz um tres dias, já anexei até a fotinho..hahaha...mas acho que minha foto não foi boa, vou procurar uma só o rosto.

O caso é que é tão grande o email que eu tenho que te escrever que vai me dando preguiça, confesso...rss..

E eu sou terrível pra escrever emails! sempre escrevo recados no orkut, emails me custam muito.

não prometo, mas acho que ainda essa semana sai...hahahahaha
Andrea disse…
adorei seu blog ,tem dias que estava tentando colocar um comentário e não conseguia .Muito legal a gente saber uim pouco sobre as blogueiras .Adorei !!
beijão
Nossa que bom conhecer mais blogueiras e com perfis incríveis!!

Acho que não mostrei minha cara, ou não conhecia seu blog nessa época... ahh que pena!!

beijos gravidinha linda!
Anônimo disse…
Agrade´co o lembrete no blog, mas pra constar: eu sempre passo nesse cantinho! rsrs Em alguns dias mais 'silenciosa', e em outros com tanto pra comentar na cabe´ca que me atropelo pra escrever. rsrs
Enfim, adorei entrar na categoria de 'gente que faz', por mais que às vezes a gente acabe achando que está em câmera lenta, não é mesmo? E sim, teu blog continua sempre dando o que pensar. Seja no campo das a´cões como no das emo´cões!
E aproveita as tuas à flor-da-pele! :)
Beijos!
Fabi disse…
Oi Somnia!
Adorei ver minha história sendo contada aqui no Borboleta. Sou leitora assídua. Entro em contato assim que estiver ai e marcamos umas fotinhos... Beijão pra você, Ângelo, Renato e o Bebê que vem por aí :-)
Anônimo disse…
PS: Pois fiquei sabendo desse blog com nome bem parecido! Minha irmã encontrou ele, procurando pelo meu, logo que o meu foi craido. O que significa que ele é provavelmente mais velho do que o meu cantinho.
Unknown disse…
Sommia...acabei de conhecer o seu blog...pelo blog da Mariel e de cara já gostei!! Achei muito justa a homenagem que vc fez ao blog dela que é uma delícia de ler =)

Eu sou uma blogaholic e gostei muito da energia daqui...pretendo voltar mais vezes pra te conhecer melhor e saber um pouquinho mais sobre a vida aí em Malmo!!

Desde já dou os parabéns pelo bebê e faço votos que venha com muita saúde!!

Muito prazer em conhecê-la e até a próxima =)

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que