Pular para o conteúdo principal

Violeta Paz é que eu me chamo!



("Violeta Paz", detalhe da tela que fiz hoje, inspirada pela postagen lilás, Somnia Carvalho, abril 2010)

Semana passada eu fui contagiada pelo vermelho de vocês e tentei, tentei ardentemente criar uma tela em vermelho...

Eu queria mostrar como essa cadeia de influência, essa rede que se chama internet pode nos afetar negativa ou tão positivamente.

Depois de ler a história do vermelho cabelo da avó da Glorinha eu queria pintá-la... queria pintar sua força e sua ingenuidade. Queria pintar sua feminilidade e queria pintar o amor de sua neta por ela. E como minha tentativa de expressar em cores o que sentia não funcionava fui tentando outras telas.

Tentei em três telas diferentes algumas idéias... criar uma tela em vermelho (a partir de uma foto preto e branco) da minha sogra Irene no dia de seu casamento sendo pega pelo meu sogro Caetano, num ato espontâneo de amor... Depois tentei uma dançarina de tango e parei na metade... Depois minha linda amiga Liana deitada na minha linda chaise longue vermelha... Não deu...

Enxaquecas fortes e não sei mais o quê não me deixaram que a inspiração passasse à tela e preferi não postar nada em vermelho, já que eu ficara mais era vermelha de raiva... Fazer por fazer não me pareceu ter sentido.



( "Violeta Paz", Somnia Carvalho, abril 2010)

Hoje comecei a segunda-feira ouvindo Fortuna e sua "Buena Semana". Escrevi para uma amiga querida com quem aprendi a ouvir essa cantora e passei à leitura de alguns blogs.

Foi então que fui, novamente, recebendo a energia colorida da Lilás, da Lucinha, as primeiras que fui lendo, e a cor foi de novo entrando em mim. Parei de ler, porque precisava aproveitar o momento e o que vinha à mente. Vesti novamente meu vestido roxo de bolinhas e formas geométricas amarelas e vermelhas que minha amiga Márcia ontem disse ter amado e juntei com minhas plumas de cor lilás do Melodifestivalen e comecei a pintar um auto retrato.

Fui olhando minha barriga já saliente num longo espelho e ouvindo Violeta Parra, uma cantora chilena, extremamente intensa de quem sempre amei, mas costumava ouvir mais na voz da argentina Mercedes Sosa.

Aqui está a tela. Ela é resultado dessa intensa mistura de várias tonalidades de azul com várias do vermelho e rosa. Eu não usei roxo pronto para pintar, eu misturei com o pincel diretamente na tela. Não desenhei. Fui fazendo livre e só sentindo a música... "Gracias a la vida...", "Volver a los 17", "So le pido a Dios" e muitas outras...

("Violeta Paz", perfil, Somnia Carvalho, abril 2010)

(Eu, de "Violeta Paz", registrando o auto-retrato que deu origem
à tela, Somnia Carvalho, abril 2010)

Me deixei contagiar por todos os tons de violeta que eu conseguia criar ao mesmo tempo que me contagiei com a voz de Violeta. Não sei se pensei muito, parece que só senti... Senti o bebê que cresce dentro de mim (e de o qual veremos daqui alguns minutos num ultrassom que faremos na clínica) e fui ficando tão em paz...

( "Violeta Paz", retrato, abril 2010)

Numa paz violeta. Violeta e lilás da cor de muitas flores que estão brotando nessa Primavera que enfim chega por aqui. Então eu me tornei Violeta Paz. E espero contagiar alguns de vocês, porque eu acredito que a energia corre entre nas palavras que falamos, nos gestos que expressamos, olhares que lançamos ou tentamos esconder, nas cores que usamos e nos posts que escrevemos...

Não é preciso falar de flores o tempo todo. Nem é necessário ser crítico e cabeça toda manhã. É preciso apenas ser. Com intensidade. É a intensidade da forma de ser e viver que contagia. Para o mal e para o bem. Para a desinformação ou formação. Para a morte ou para a vida. Basta apenas escolher e viver.

"E Buena Semana para todos vocês!"



(Fortuna, "Buena Semana")
"Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!
“Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada”.

Fernando Pessoa

Comentários

Daniela disse…
Você está linda Sonia. E eu sumi mas estou por aqui.

"Volver a los 17" é um clássico das Américas. A-D-O-R-O.

E engraçado como também sempre ouvi as canções de Violeta na voz de "La Negra".

Nossa, estou aqui ouvindo "Volver a los 17" e essa música até me emociona.

Um beijão!
Ana Frost disse…
Q linda a tela e o nome bem original "Violeta Paz". Imagino uma exposiçao do teu trabalho aí na Suécia. Quando acontecer posta as fotos aqui p tuas leitoras :)
besitos
Violeta Paz!

Você está lindaaaa!
Como sempre amei suas palavras, sempre que leio o que escreve, parece que ouço sua voz me dizendo tudo isso... engraçado, né?

beijos para vc e para família.

Boa semana... e nos conte da Ultra.
Lúcia Soares disse…
Somnia, Sônia, Soninha, você é demais!
Pintar é quase como esperar "baixar um santo" e começar...Parece fácil...
Linda a tela, linda você.
Uau!
E fico feliz de ter servido, um pouquinho, de inspiração pra você.
E olha que data boa dessa tela: no dia em que você, provavelmente, saberá o sexo do seu bebê.
Coisa do céu, né não?
Amei, amei!
Bj
Françoise disse…
Que lindo, que belo, doce . Quanta vida...Você está inflamando amor, vida, beleza!
Mais um post de arrasar.
Bjos ,
Françoise
Somnia, estou escrevendo pra vc e as lágrimas escorrem em meu rosto! Quanta sensibilidade! Que beleza de tela! Trazendo tantos sentimentos à tona, deixando cores, imagens e palavras ecoarem em vc e dando forma a elas em pinceladas mágicas...Traduziu seus sentimentos, os meus, e acho que de todas as amigas da blogosfera nessa sua Violeta Paz....se transformou nela, engoliu-a e vomitou poesia....Somnia, vc fez meu dia mais feliz com sua arte e com tanta beleza e sentimento! Obrigada! Obrigada! Obrigada! Grande beijo!
Somnia Carvalho disse…
Dani, ela e mesmo tudo de bom nao!!!

Volver a los 17 me deixa em extase... da ao mesmo tempo nostalgia e uma coisa tao boa...

eu tenho reparado que ce anda sooomida. espero so que esteja tudo lilas por ai!
Somnia Carvalho disse…
Ana,

eu vou fazer uma vernissagem aqui em junho (putz nem lembro se falei isso no post... rs.. isso e que da falar demais em posts)

brigadao pela energia!
Somnia Carvalho disse…
Barbie

ainda nao conferi suas cores lilazes la hoje ainda! logo vou! brigada e beijo!
Somnia Carvalho disse…
Lucinha,

com Djavan??? dificil nao inspirar nao fofolete!

brigada e um beijao na sua bochecha de mae e vo que sabe muito bem o que to sentindo!
Somnia Carvalho disse…
Fran,

uma amiga me disse exatamente isso hoje, so analisando o porque de eu nao ter conseguido pintar em vermelho, mas ter feito em lilas e violeta...

segundo ela, que estuda muito a respeito, lilas tem a ver com vida e energia cosmica... como alguem gravida, cheia de vida o vermelho seria intenso demais... lilas e tranquilidade...

legal ne?
Somnia Carvalho disse…
Glorinha,

li uma de suas poesias hoje la e fiquei tao comovida... foi antes de fazer o quadro...

eu costumava frequentar uns retiros espirituais com minhas amigas na epoca que eu ainda achava que seria freira carmelita.. .rs... entao a gente fazia uns relaxamentos com cores e juro! era tao tao bom!!!

pensei em voce quando pintava tambem!

beijos energizantes! e obrigada por esse comentario comovido que me comoveu...
Lu Souza Brito disse…
Somnia,

A sua tela está linda e colocando a sua foto logo abaixo conseguimos melhor perceber a delicadeza da sua arte. Adorei a sua postagem e concordo com você: não é preciso ser "cabeça" toda manhã. Sentir é mais interessante. Meu post ficou pobrezinho mas enriquecido com coisas que amo: flores.

Quanto ao seu comentário: não soou confuso não, pelo contrário. Acho que você foi quem melhor entendeu o que eu quis dizer com ele: um pouco de desabafo, um certo pedido de ajuda, uma opinião sobre aquilo que no fundo eu já me decidi. E sim, vou optar por aquilo que desejo mais ardentemente e mais uma vez tem razão: é ser mãe. E além de algumas mudanças que me parecem necessárias.

Um grande beijo e obrigada pela sincera opinião.
Tati disse…
Uma postagem de pura emoção! Com aquele a mais que só temos grávidas, uma força feminina, Violeta, incrível, força criadora.
Um beijo e parabéns, pela tela, pelo bebê e pela postagem.
Beth/Lilás disse…
Soninha, meu amorrrrrrrrr!
Caramba, eu não tô nem em casa, estou num lugar especial de hoje a domingo, mas tive que vir conferir algumas pessoas que eu sabia que iriam fazer coisas lindas emcima do tema lilás que essa super amiga Glorinha, criativa e generosa, inventou.
A-mei, só posso dizer-lhe isto, pois criar um belo quadro como este, emanando energias tão boas, ouvindo esta música fantástica, simplesmente seu dia está ganho.
Parabéns a você por tanta sensibilidade e à Glorinha por ter inventado e nos dado o privilégio de ler tantas coisas lindas.
super beijos cariocas lilases
Myrna disse…
Que lindo Sônia....estou encantada...sempre gostei dos seus quadros, mas esse está especialmente belo!
Não estou conseguindo comentar no post seguinte! Parabés pela bonequinha que vem aí! Que Deus continue abençoando vocês ricamente!!! Ah! Eu quero um vestido desse pra Ana....lindo demais!!!!hehehehe
Beijocassssssss
Janaina disse…
Que post maravilhoso de ler!! :)
Adorei!! E o quadro??? Muito perfeitooooooo! APAIXONEIII mesmo! Parabems!! Espero ve-la em breve!!!!
Bjos, saudades!!
maria disse…
Ai meu Deus,sera que algum dia eu vou ter uma ela sua?sua pintura eh intensa,vibrante.Se tivesse que defini-la com uma cor eu apostaria no amarelo.
Somnia Carvalho disse…
Lu, verdade... sem a foto pareceria so uma tela, mas acho que vc tem razao que as duas juntas ajuda a entender o objetivo...

que bom que o comentario foi bom proce!!! preciso voltar mais!
bjs
Somnia Carvalho disse…
Tati,

eu sei que falar que a gravidez nos faz tao diferentes parece dizer que somos melhores porque estamos gravidas. Nao e isso!

acho que vc entendeu certinho... e uma emocao que so se sente, uma sensibilidade que so existe se a gente vive a situacao... e estar gravida nesta fase que setou agora, sem enjoo, e tanta coisa ruim e excelente!

tenho energia pra mover o mundo! e incrivel!

beijos
Somnia Carvalho disse…
Betissima, quando voltar desse seu lugar misterioso e voltar bonitona fofa me diz ai que tela da somnia vc mais gosta! como eu vou fazer o quadro pra voce doida?

brigada por passar aqui mesmo tao atarefada! voce e demais!
Somnia Carvalho disse…
Myrnaaaaaa!

ce nao vai acreditar que penso em voce quase todo santo dia!!!

rs... verdade! e porque voce e a proxima daquela serie de posts sobre os leitores, sabe????

e eu tenho rascunhado, mas todo dia invento algo e passa, dai penso, amanha eu vou psotar, amanha e amanha.... preciso terminar e postar!!!! pra voce!!! leitora fiel e querida!!!

entao, meninaaa igual a sua!
Somnia Carvalho disse…
Jana querida,

como ce ta sua desnaturada? nunca mais deu noticia se vem pra ca ou nao!!!

entao ce gostou??? que delicia! esses montes de elogios calorosos so me fazem querer pintar e pintar mais!!!

beijoca
Somnia Carvalho disse…
Maria!

voce pode sim ter uma tela minha!!! claro!
como eu disse pra Glorinha sou facinha facinha...

alem disso eu pretendo fazer uns outros sorteios no blog de vez em quando, como o que fiz esses dias!!!
mas so pra quem comenta! como voce!
hihi...

beijossss

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que