Pular para o conteúdo principal

Hoje é a final do Melodifestivalen: vem que e a festa é aqui em casa!


(Malena Ernman, paródia feita por Christine Meltzer)

Hoje, as oito da noite, a Suécia saberá qual de seus candidatos irá disputar a final do Eurovision. Junto dos milhares que pararão para ver o show estaremos também nós aqui com alguns amigos.

A homarada deve ficar mesmo é na cerveja e no churrasco do lado que vai rolar do lado de fora, já que o tempo aqui tá super bótimo para se fazer churrasco. Sol, céu azuuulzin e 5 (pasmem! cinco!) graus no termômetro.

É calor que ninguém aguenta mais!

Então, se você quiser aparecer apareça! Traga aí um pedaço de carne qualquer com cervas e tá tudo acertado.

Ah... para entrar no clima você pode ouvir a música preferida para hoje a noite: a loirinha de quem eu já havia falado antes, Anna Bergendahl, já teve sua "This is my life" comprada no itunes milhares de vezes na última semana e está também na preferência em algumas rádios.

Aí acima também vai uma paródia que a apresentadora do Melodi desse ano fez sobre a ganhadora do ano passado, minha amiga Malena Ermnan. Só para vocês entenderem que o show e seus personagens estranhos (como a Camilinha já tinha notado antes) também é piada entre eles mesmos.

A paródia foi feita no Malmö Arena, no dia que eu fui ao vivo, e foi muuuito engraçado, pelo menos foi pra gente quase sueca naquele dia. Aliás, a apresentador é comediante famosa aqui nas Suécias.

Só para facilitar ela tira a maior com a cara a Malena, porque, apesar dela ter um visu nada normal, e aquela coisa de cantora lírica, com o vozerã e corpo sempre malhadão, ela afirma sempre para as revistas que não entende tanta coisa em cima dela, já que ela é uma pessoa totalmente normal.

A comediante, na pele da Malena, brinca com isso e mostra como seria o dia a dia da Malena. Como pessoa normal ela cozinha em casa, ouve tudo quanto é tipo de música, vai ao mercado, come pizza, anda a pé... coisinhas que qualquer ser humano faria... O engraçado é ver como. Vale a pena conferir nem que for como curiosidade do que é piada para os suecos.

Beijão, até mais tardinha!

Comentários

Anônimo disse…
ADOREI essa paródia!!! E visse ontem que foi a vez da Malena 'dar o troco' e parodiar a própria paródia? rsrs
Eu confesso que, mesmo sem favoritos, achei que fosse ganhar Salem al Fakir ou o Darin.
Gostei da ganhadora, vai dar pra torcer pela Suécia no Eurovision. :)
Beijão!
Camila Hareide disse…
Sonildes, você proporcionou algumas boas risadas... Estava vendo o vídeo e Lars, de longe, ouviu e começou a rir alto (cê sabe que os norugas entendem sueco muito bem, né...) Eu rolei aqui de rir...

Aqui já foi a final do Melody Grand Prix e eu nem tenho idéia de quem ganhou... Só sei que a filha do Morten (a-ha Morten) tava concorrendo e ... Perdeu...

Pois é, aqui temos tido temperatura de churras mesmo com neve... Tô adorando! Fiquei com vontade - mas carne aqui, a norugada compra na Suécia (tu sabia disso, né?)...

Enfim, só procê saber que eu tô quietinha mas tô na área!

beijo

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que