08 março 2010

"Good morning Starshine", parte 1: as leitoras que mostraram sua cara num post em homenagem às mulheres

(O feminino só pode ser cheio de cor. Tela da artista extremamente feminina Isabelle Tuchband)

Quem é que se senta frequentemente, em frente de seu computador, num outro canto qualquer do mundo e comigo se conecta? Quem são as pessoas com as quais faço essa comunicação meio invisível e que me mantém escrevendo posts neste blog?

Há vários meses fiz perguntas como essas e pedi para que vocês me enviassem fotos, escrevessem algo sobre vocês, no post Leitor mostre sua cara!, para que eu tivesse uma idéia melhor do perfil de quem vem até o Borboleta e para que essa troca fosse mais real.

Qual minha surpresa ao receber naquela semana várias fotos de gente que mostrava um perfil muito diferente do que eu imaginava para os números que apareciam no marcador no fim do dia.

Ao contrário de gente pacatinha, caseira, assim que fica procurando na rede algo para se distrair (não me pergunte porque eu fazia essa idéia) apareceram aqui jovens mulheres, em sua maioria, moças e alguns moços lindos e cheios de vida! Gente que vai daqui pra lá, de lá pra cá tentando manter o pique entre trabalho, estudo, casa ou filhos, quem os tem. Ao menos tomando em conta quem está aqui por ter decidido "mostrar sua cara" e partilhar um pouco de si comigo e com vocês.

Meus leitores me pareceram, então, pessoas muito parecidas comigo. Ou ao menos com muitos pontos em comum: universidade, viagens, filhos, arte, gente emigrada, gente cheia de idéias e desejos etc...

Esta semana eu publicarei um post por dia, mostrando um pouco da história desses leitores que me enviaram suas histórias em novembro do ano passado. Infelizmente não dá para fazer num post só porque ficaria muito grande e minha intenção é que vocês prestem atenção a todos eles, sem se cansar de nada.

Separei em ordem alfabética, para ser mais justo e comecei separando primeiro as mulheres, porque são maioria e porque hoje é dia Internacional da Mulher. Achei que mostrando minhas leitoras e agradecendo a elas sua participação nesse blog é uma maneira de homenagear todas vocês.

O post foi iniciado ontem, um domingo lindíssimo de sol e colorido em frente de casa... e foi ao som de "Good morning Starshine", uma canção deliciosa, cheíssima de energia, de alguém que ficou famoso com seu nome Oliver nos anos 60, que eu pensei em mandar um abraço muito, mas muito apertado para cada um de vocês.

Um abraço apertado para quem mostrou sua carinha e para toda Mulher que por aqui passar hoje.

Ah! Não deixe de ouvir a música... é meu singelíssimo presente, junto com esta tela uau! tão cheia de vida de outra mulher que admiro, hoje para cada uma de vocês. Juntos, eles com certeza irão ser um bom pano de fundo para ouvir as histórias abaixo...


Como são, o que fazem e o que pensam as leitoras do Borboleta?

1. Ana Nascimento, Portugal



Esse sorriso super simpático é da Ana. Ana Nascimento. Um portuguesinha que vive a andar por terras alheias e se diz ser fã do Angelinho. Ela escreveu pouco no email que me enviou sua foto, mas eu não me esqueço de ter sido dela um dos comentários mais lindos, mais impulsionantes que recebi em quase três anos de blog, no post sobre a Suécia colorida da Somnia e com o qual eu até havia planejado escrever um post, mas não o fiz... Aqui vai ele...


"Olá Sônia! há mais de um ano que leio o teu blog, que descobri enquanto fazia pesquisas na net, para me preparar para uma viagem à Suécia, Gotemburgo. Fiquei fã do país mesmo antes de o conhecer, e quando lá cheguei foi ainda melhor do que esperava! Sou portuguesa, e há coisas em que somos parecidos com os brasileiros, embora sejamos muito mais pessimistas e muito menos alegres. Sempre me senti um pouco peixe fora de água, primeiro porque não sou pessimista, e depois porque sempre me senti chocada com o dia a dia pouco civilizado de Portugal.
Queria só dizer que AMEI este post.. a começar pelas fotos e a terminar na inteligência e sensibilidade do que está escrito, só sei que me apeteceu emigrar para a Suécia já amanhã! adoro ler os posts, ficar a par do crescimento do Ângelo, da tua vida com o teu grande amor Renato! só posso dizer que é verdade que ao ler os posts parece que tens uma vida de sonho, mas também dá para ver, se soubermos ler um pouco mais longe, que as coisas nao caem do céu! Tudo o que tens hoje na vida, de certeza que colocaste também pra fora. esse amor todo, que até na internet se sente, só poderia voltar para ti e fazer-te a mulher fantástica que pareces ser! Espero que continues a partilhar a tua vida connosco, eu vou continuar de certeza a acompanhar-vos, bem de longe e sem nos conhecermos.. mas queria dizer-te que sempre que há um novo post, há um pouquinho de alegria na minha vida, por ver que al´guém tem lutado como eu para ser feliz, perante todas as coisas que nos querem deitar abaixo! espero voltar à suécia, adorava conhecer malmo! beijinhos enooooormes! felicidades!"
!


Preciso dizer mais? Quem é capaz de escrever coisas assim tem como não ser alguém transbordante de vida, transbordante de amor? Tack så mycket Ana!


2. Inês Arnaut Pimentel, Portugal


A Inês, conterrânea da Ana do Nascimento, também é fã do Ângelo e é leitora e comentadora assídua do Borboleta e não sabia se gostaria ou não de ver sua foto aqui. Como ela não se decidiu aqui vai a bela.

Seus comentários no blog são sempre recheados de informação e com o mesmo adorável sotaque portuga já é marca registrada no blog.

A Inês morou na Suécia por um ano, quando estudou na Universidade de Växjö e foi suficiente para que ela não esquecesse mais a ligação com as terras frias. No Borboleta, diz ela, ela consegue ir "recebendo bocadinhos da Suécia vistos pelos olhos de alguém mais próximo do meu ponto de vista em relação aos suecos e à cultura sueca. "

A Inês é fã do blog e gosta de pensar nas mesmas relações que ela também fazia quando estava aqui. Além disso, nutre a mesma paixão que eu pela pintura, embora também seja apaixonada por um rapaz que conheceu em suas andanças pela Escandinávia e com quem namora há quatro anos.

A Inês me pareceu intensa, cheia de vida e projetos bacanas para cumprir na vida! É um prazer e um orgulho danado ter gente como ela me visitando. Obrigada Inês!


3. Jo ann von Haff, França


Essa moçoila que posa de meiga é outra que, apesar do português com o qual escreve nos comentários, não é brasileira. Jo Ann, é uma angolana vivendo em França desde 2001, onde trabalha sendo a escritora que foi "desde sempre", embora tente ainda fazer dessa atividade sua profissão.

Em seu blog do fino francês, Ladybirdism (s), que eu não entendo tão bem assim, eu encontro poesia, reflexões sinceras e emocionantes, como a poesia que Jo Ann escreveu ao deixar, dias atrás, a cidade que tanto amava, Montpellier. Essa abertura de espírito para o novo e para aprender se ligou primeiro Jo Ann ao meu blog, depois ligou-me ao dela...

Aqui vai uma tentativa de mostrar um pouquinho do que tento dizer, numa tradução muito literal que fiz da poesia dela. (Por favor, Jo Ann diga se odiar e preferir que eu tire do ar, ou se prefere enviar você sua versão em português de presente pra gente!.)

Pra mim a maravilha dessa poesia é que nela a gente percebe que tipo de pessoa é quem a escreveu... Há tempo para tudo não é? O de chegar e o de ir embora? Tempo de finalizar e de recomeçar? E a Jo Ann sabe bem disso... mesmo sendo doída a partida, muitas vezes ela se faz necessária e o melhor é seguir adiante e olhar para o futuro...


Rendez-vous
Encontro

J’ai rendez-vous avec mon futur
Et je dois y aller maintenant,
Tout de suite,
Et te laisser derrière moi…

Eu tenho um encontro com o meu futuro
e eu tenho que ir agora,
Imediatamente,
e deixá-lo para trás ...


Je dois partir vers
De nouvelles aventures,
Visions, images,
Nouvelles émotions…

Eu tenho que ir,
buscar novas aventuras,
novos olhares, novas paisagens,
novas emoções ...


Tu sais combien je t’aime,
Combien tu comptes
Pour moi,
Mais je dois partir.

Você sabe
o quanto eu te amo,
você sabe o quanto eu me importo.
Mas eu tenho que ir ...


Je m’en vais, je recommence,
Je dois y aller,
J’en ai besoin
Et je le ferai.

Eu tenho que sair, começar tudo de novo.
I tenho que.
Eu preciso.
E eu vou.

Peu importe ce que tu me diras,
Je ne changerai pas d’avis.
Je m’en vais.
J’ai un rendez-vous avec mon futur.

Não importa o que você diz,
Eu não vou mudar de idéia.
Eu estou indo.
Eu tenho um encontro com o meu futuro.

Au revoir, Montpellier.
Adeus Montpellier.


- Jo Ann von Haff -


Que lindo! Parabéns Jo Ann e que você se enamore novamente...

...

ps: Sempre é tempo de mostrar sua cara e contar um pouco de você. Escreva para borboletapequeninanasuecia@gmail.com, que eu publicarei em outra série as fotos e histórias. Sejam bem vindas e bem vindos!

12 comentários:

Jo Ann v. disse...

Oh ! Com essa não contava !
Obrigada :-)
Feliz dia para ti !

Ana Nascimento disse...

:) que espanto estar a ler o post e de repente apareço eu! eheheh adorei o post! e soube mesmo bem, hj que estou com o humor mais em baixo (em portugal nao pára de chover.. já cansa.. preciso de ver o sol a brilhar!) beijinhos muito grandes, e parabéns pelo novo bebé que aí vem!

Marcia Lima Gomes disse...

Que idéia bacana, Sônia. E que legal que o pessoal correspondeu. Eu sou sua leitora também, mas sou tímida. :-))) Beijinhos.

Maariah disse...

Como é que consegues? Quer dizer deve ser fácil, basta dar. Somnia é incrivel a capacidade que tens para te dares aos outros. Este post é um exemplo disso, de uma delicadeza, beleza e entrega tão especiais.

Post com sotaque português ;) Gostei muito das palavras da Ana Nascimento. E a tua alegria de viver contagia-nos. Obrigada.

Beth/Lilás disse...

Borboletinhaaaaaaaaa!
Beijo, querida, pelo nosso dia!
Smack!

nes disse...

Ahhhhh já tinha esquecido deste post que nunca mais chegava :)))) muito engraçado os teus comentários às nossas mensagens :) obrigada!!!!

Somnia Carvalho disse...

Ana eu vi que nao para de chover num outro blog que gosto... ele tambem anda depressivo com a chuva...

aqui nao para de fazer frio! eh vida!

que bom que vc gostou do post!

Somnia Carvalho disse...

Jo Ann, "é por essas e outras que a minha saudade faz lembrar de tudo outra vez..."


sua frase me lembrou uma musica de um brasileirao que vc deveria conhecer... roberto carlos, conhece?

Somnia Carvalho disse...

Entao marcia legal ne?

faz la no seu, e super bacana conhecer quem esta por tras das teclas!

Somnia Carvalho disse...

Mariahhh, fui la visitar seu blog e que delicia!

eu adoro esse sotaque de voces, essa coisa intimista que tem... todos voces parecem primos do Fernando Pessoa, mesmo quando estao falando sobre a previsao do tempo!

Somnia Carvalho disse...

Parabens pro ce tombem Lilas!

Somnia Carvalho disse...

hej Nes eu tardo mas nao falho, porque minha consciencia nao deixa!