06 maio 2009

A visita da prima e a resposta aos comentários

(Foto da vista de um das dezenas de  "barcão" que  encantam o Ângelo e passam aqui em frente o dia todo, a pedidos da minha mãe, Malmö, abril de 2009)


Bom dia, bom dia e ótimo dia!

Fui tentar responder os comentários dos últimos dois posts, mas não entra. Eu consigo entrar para postar, mas não consigo responder. Vou esperar um pouco mais e ver se resolve o "porobrema", mas tento dar mais ou menos as respostas aqui...

Aqui o sol deu uma sumida e está uma chuvinha há uns três dias. Ainda assim a claridade não deixa o dia ficar sem graça e temos tido um dia muito longo. O sol tem nascido muito muito cedo e praticamente ainda temos dia as dez da noite.

Da vista que vocês viram a gente tem vivido esses dias como se fossem todos fins de semana. A Primavera na Europa faz a gente viver como se fosse passarinho, como se fosse um esquilo pelo bosque. 

Em todos os blogs de colegas que vivem por aqui vocês verão algo parecido. As cores são muitas e muita alegria. É tanta vida que é quase impossível imaginar o que era o mesmo lugar há umas semanas atrás.

A cada árvore colorida que vejo ou montes e montes de cores espalhadas pelo caminho eu tenho vontade de fotografar, quero mostrar, quero partilhar.


(Uma das milhares de árvores da minha vizinhança, especial para minha mãezita, Malmö, abril de 2009)

Aquelas plantações amarelinhas, típicas da região e que todo ano encantam a gente já nasceram e estão colorindo todas as estradas e todo canto. Tá lindo demais! Eu penso todo dia na Dona Maria, minha mãezinha, que gosta tanto de flores e plantas e cuida delas com tanto cuidado.


(Um planador (?) que a gente "encomendou" pra animar o churrasco do fim de semana, Malmö, maio de 2009)

Sobre o grupo de capoeira no centro de Malmö foi sim especial encontrá-los ali, mas a minha sensação, diferente da que alguns de vocês descreveu, foi mais algo assim super "sentir-sem em casa", entende? Foi bem gostoso, porque eu me senti parte desse outro mundo que as pessoas daqui só tentam imaginar mas não conhecem.

O grupo, até onde entendi, é de professores e alunos de uma escola de capoeira daqui da cidade, mas eu sou péssima de memória e vocês já sabem... então...

Até mais ver!!! e vou tentar mais tarde novamente responder os comentários deliciosos de vocês!

beijocas!

2 comentários:

Grace Olsson disse...

Somnia, as flores amarelas ainda nao chegaram por aqui. Vc fala das amrelinhas que transformam em margarina e óleo?
Olha, aqui temc ada coisa...kkk
dias felzies
www.graceolsson.com/blog

Somnia Carvalho disse...

sim grace, as amarelinhas da plantacao de raps? nao lembro o nome!!!
aqui ta de-mais!!!!