Pular para o conteúdo principal

Concerto a quatro mãos...zinhas



(Ângelo e Iven na festa de 2 anos do Ângelo, "Little Beethoven and Mozart", from Renato Cechetti on Vimeo)

De coração, agradeço todos os recados carinhosos de Feliz Aniversário para o Ângelo e de parabéns para a gente também. Fiquei realmente muito feliz, mas estava na correria. 

Pode parecer exagero eu dizer assim, mas, dentro das minhas expectativas de uma festa de dois anos do primeiro filho, a festinha do Ângelo estava perfeita. Ele correu, pulou, brincou, sorriu, abriu presentes, abraçou e beijou, comeu e chorou quando percebeu que todos seus convidados estavam indo embora. 

As pessoas que vieram são amigos que fizemos nesses dois anos e meio de Suécia e estavam tão felizes de estarem com a gente que parecíamos amigos de décadas. 

O Ângelo teve direito aos "Parabéns" em três línguas diferentes e muita animação. E nós tivemos direito a milhares de sorrisos dele inesquecíveis.

Vou postar algumas das fotos bem bonitas depois e espero também escrever mais sobre isso, mas também sobre tanta coisa que tenho em mente para escrever. Agora estou meio um caco. Festinha na Suécia é tranquila e tal, mas a gente trabaia que é um coisa. Aqui a gente faz o selviço da decoração, alimentação, faxina e tudo que tiver direito. Os últimos convidados, inclusive, nos ajudou a recolher tudo do salão de festa do condomínio.

Por hora fica a canjinha que o Pequeno Beethoven e seu amigo Mozart deram na festa. Para nós, simplesmente demais! Eu tenho uma ligeira impressão que eles realmente tem talento para as artes.


Comentários

Daníssima disse…
O vídeo está uma graça!
Parabéns, mais uma vez, pro Angelu e pros pais dele!
beijos
Bravooo!!

Que lindo minha amiga Sômnia! Mas o piano fechou nas mãozinhas deles, o vídeo terminou com uma carinha de espanto, rs! Fiquei cá com meus botões pensando o que será que houve?
Conte mais sobre a festa sim e nos mostre as fotos!!

Obrigada pelo carinho com a minha mãe também! Ela realmente é um amor de pessoa e o amor da minha vida, como sei e vejo que o seu Angelo é assim para vc!!

Parabéns mais uma vez e que Papai do Céu sempre dê muita luz a todos!!

beijos
Ed. disse…
ohn coisa mais fofaaaaaa!
Beth/Lilás disse…
Esse garotinho vai longe!
Ficou lindo o vídeo, tô esperando prá ver mais fotos, já que prá nós nem cajuzinho teve. haha
bjs cariocas
Anônimo disse…
E olha a surpresa deles no fim quando a tampa fechou!! rsrs
Antes de sair do Brasil ainda estava vendo as fitas que passei pra DVD da minha infancia, justamente com o aniversàrio de 2 anos como maior acontecimento, e daria tudo pra lembrar!!!
Que bom que fica tudo documentadinho pra gente depois, né?
"Bravooo!!"
Luciana disse…
Babei com esse vídeo, que meninos fofos são esses?!!!!!
Lindo demais esse vídeo.

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que