Pular para o conteúdo principal

DIálogos inesquecíveis com Ângelo: o sorvete du hooomi

(Vídeo: Ângelo tentando comprar sorvete na Alemanha, eu e Renato de "coadjuvantes" ao fundo, tia Dri filmando, agosto de 2009)


Em, Hamburg, na Alemanha, Ângelo achou uma lanchonete com o símbolo da Kibom (que tem em todos os países aqui, mas muda o nome).

Enquanto eu e Renato procurávamos o caminho do Museu, tia Dri filmou a tentativa dele de abrir a lanchonete fechada e comprar o glas (sorvete) com o dono do lugar, o o "homi" que ainda nem havia chegado...


Comentários

Anônimo disse…
Que coisa LINDA!!!!
Realmente esses dialogos sao raios de luz no nosso dia-dia. Mas eu achei ainda mais interessante é a preocupacao de cada um... o Angelo que queria o glass e os pais dele no fundo juntando as cabecas pra achar o museu(com caras de preocupados...hihi. ADOREI!
(sorry pela ausencia...no momento ta um pouco complicado a equacao do tempo, mas nunca te esqueco! bjs)
/JR
Unknown disse…
Este menino é muito danado!Parece gente grande!Ele elabora hipótises antes do falar.Imagine o orgulho da vavá aposentada como professora de alfabetização ! Ele é uma riqueza!
Risadinhas de uma vovó coruja! Como todas !!
Beijos !!!!
Beth/Lilás disse…
Queridaaaaaa cheguei!
E ecnontro este vídeozinho do Angelo dando show de interpretação, numa mistura de português e sueco.
Gostei de ver o danadinho com o olho grudado para comprar o tal glas.
Pena que perdeu a moedinha e acaba com este lindo "Sujou"!
Amei!
bjs cariocas
Luciana disse…
Somnia, que bom que voltou e voltou com vontade de postar.
Ângelo fofo demais, sou xonada por esse seu gatinho.

Sim, sou total a favor da liberdade de expressão, claro, com responsabilidade. Mas naquele caso do post que escrevi, o que eu tinha lido e gerou o meu post, não foram nem opiniões sobre a notícia, sobre a lei, mas a galera que mete pedra no outro sem nem saber do que se trata, só pelo ouvir ou ler na mídia linxadora. Não sei se você leu sobre o caso, mas um italiano foi preso porque numa piscina de uma barraca em Fortaleza um casal de turistas disse que ele tava beijando a filha na boca e acariciando de forma "quente" a menina, então uma galera, em blogs, orkut, e nos comentários da notícia, já chamou o cara de pedófilo, que merece morrer na prisão, isso com base somente nessa notícia e o cara foi preso somente com base no testemunho dessas duas pessoas, e depois cadê indícios? Acho que nessas horas minha experiência de advogada fala mais alto, por isso o post, mas li o de Marjorie antes e concordo com a liberdade de expressão, mas nós é que devemos mesmo saber os nossos limites de liberdade, para não terminar em libertinagem de expressão.
Bom, esses assuntos eu vou deixar passar porque rende que é uma beleza.
Você precisa e nós leitoras do blog merecemos um vídeo com os diálogos do Ângelo.

Beijo
Camila Hareide disse…
Estou atrasada com a leitura de blogs... Mas volto em breve!

Só respondendo ao seu último comentário lá no blog, acho que seríamos muito amigas na facu... Com certeza! Mas um dia ainda te visito aí na Suécia, na época do festival das lagostinhas!!!

E vou tirar as letrinhas, por você!

beijão

PS - em qual cursinho vc deu aula, se é que posso perguntar..
Nani disse…
Awwww, que coisa mais fofa!!
Mari disse…
Esta fase é uma delicia!!! Eu já me diverti muito com os meus mais velhos e agora estou aproveitando a fase da luisa. Muito gostoso, néw

bjs
Camila disse…
Que fooooooooooooooofo!!!!!
Ele é uma gracinha, com seus caracóis e bochechinhas...
Só fiquei curiosa pra saber se ele conseguiu comprar o Glas ou nao...
;-)

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que