18 julho 2008

Eu também quero uma casa no campo...

(Vincent Vang Gogh, Paisagem)


Não sei se tem a ver com envelhecer ou não. Ou se tem a ver com viver apenas, mas, cada dia mais, desejo aquela "casa no campo", como cantou a Elis...

Aquele lugar onde tudo e nada acontece. Onde só o que é extremamente simples e profundo tenha vez e só viver importe.

Ou talvez, ainda, eu só esteja muito influenciada pelas paisagens calmas e pacatas daqui da Suécia. Só sei que, num dia como hoje, meio friozinho e tal, eu só tô cantarolando essa música.

....


Casa no campo


Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas

Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais


(Elis Regina, música de Zé Rodrix e Tavito)

...

ps: ouça "Casa no Campo" no link de músicas, ao lado direito do blog. 

Nenhum comentário: