18 novembro 2008

"Quem é você? Diga logo que eu quero saber..."


Olá gente toda que mandou recadinho no post sobre os 30.000 visitantes. 

Publiquei comentários de muita gente, super demais, que está sempre por aqui, mas bateu atrasada no cronômetro. A coisa curiosa disso é que vocês podem ver lá recados de muitos visitantes queridos, mas não o do visitante 30.000. Eu ia deixar batido, sabe? Ia fazer de conta que não tinha colocado aquele post e dava um de "John Arm less". Acontece que muita gente me perguntou sobre o misterioso, ou seria tímido, ou seria desatento, visitante 30.000.

E eu não tenho como deixar de dizer a verdade. 
Aconteceu de novo a mesma coisa. Adivinha quem foi que bateu em nossa porta naquele exato momento 30.000?

Sim, sim benhê... Você adivinhou rápido. Foi ela mesma, nossa querida Vivi. Ou Vicky. Ou Vitorinha, como preferir. O único problema é que a Vivi fica com esse negócio de anonimato e essa coisa medrosa de aparecer. Lembram de quando ela foi a visitante 6.000 e precisei falar tudo in off? Então...

Ela acabou me ligando esses dias e disse (tudo em sueco, porque tô super expert, sabe?) que tava com saudade, blá, blá, blá. Conversa de mulher. Vivi é adorável, acredite. Ela não é uma princesa como as outras. Ela brinca com Ângelo, come bolo de fubá em casa e me conta as coisas dela por telefone...

Falou de que o simples fato de ter 31 anos e se sentir tão "geração x", acaba sendo um peso a mais em sua vida já sendo pressionada a noivar e casar logo com o Dani, ter os filhos que toda a nobreza espera.  Mas o problema é que ela tem todo esse negócio de medo ser estrela e medo dos tablóides...



(Vicky em visita dos seus sonhos, na Índia)

Por causa disso não deixou recado, apesar de dizer que adora os brasileiros e adora passar pelo Borboleta e ler os textos da Embaixatriz Deslumbrette. E ela tá ainda mais boba com essas coisas depois que foi vaiada por passageiros num vôo de volta da Índia, quando foi orientada a tomar um vôo que não era o seu e estava repleto de outros passageiros. Tudo bobeira, mas vê se rápido que ela tem mesmo o sangue latino choroso nas veias. 

Acontece que a Vitorinha é fofa, mas ela é filha da Rainha, entende? Com tanto dinheiro e tanta coisa para cuidar, não tem como ser uma pessoa normal, sabe? A gente é normal assim, porque não tem sangue azul nas veias e não vive saindo no noticiário. Uma vida simples salva a gente de ser louco, ou pelo menos salva a gente de que os outros saibam que a gente é louco.

De qualquer jeito, fica de novo a homenagem silenciosa. Para a Victoria e para todos vocês que entraram depois dela, porque tenho certeza de que são visitantes tão nobres quanto o nosso número 30.000. Boa noite.  

7 comentários:

Lúcia Soares disse...

Rsrsrsrsr....Você é ótima! Juro que dá pra acreditar!

Marilena e Sergio disse...

E eu fiquei pensando: como ela consegue identificar a pessoa??? Precisei de algumas linhas pra cair a ficha.
Por coincidência o primeito post que vi no seu blog foi exatamente o da geração x e não parei mais.

Mas agora vou começar a prestar mais atenção no numero do contador quando vier aqui.

Abraço
Marilena

Jana! disse...

Noossa... eu to aqui de caara..
caramba a Sonia conhece a princesa e tal....Ela nem me contou..
Vc é boa em fia??
hehehe

BeijUUU

Somnia Carvalho disse...

Querida Lúcia, eu realmente não entendi o que você quis dizer com "dá pra acreditar"...

só relatei o ocorrido, mas você tá achando que tem algo aí inventado? non acredito bella...

Somnia Carvalho disse...

Hey Marilena!

eu não consigo identificar o contador, mas a Vivi me mandou um email, entendeu? pro email do borboleta...

eu tô meio boiando nessas frases de vocês baby!

Somnia Carvalho disse...

Jana, me desculpa queridoca, eu não contei por esses motivos aí explicados no texto. A Vivi, ou como você prefira chamá-la, fica numa paranóia com negócio de paparazzi que nunca posso falar demais...

você me entendeu? porque a querida Lúcia e Marilena parece que estão achando que a coisa é invenção. Maluco isso não?

valeria glauser disse...

ola ...nao sei se é verdade ou mentira que conhece a princesa Vitoria e a Rainha Silvia...mas eu adorei a maneira como as descreve no seu blog...eu visitei a suecia em 2010 e adorei...conheço seu blog desde entao...to sempre te visitando...abraços