10 agosto 2008

O que amolece mais o coração de um homem?



O que amolece mais o coração de um homem?
Um filho.

Depois que o Renato se tornou pai ele vive por aí com o Ângelo, rolando no chão ou na grama e rindo feito moleque. Ele não esquece de contar o tempo, quando coloca o menino nas costas.
E vive cobrindo-o de beijos, sem pensar se tem alguém olhando.

Depois que o Renato se tornou pai ele esquece quais são as suas necessidades e pensa primeiro no seu Angelinho. E o que ele vai comer e beber, o que ele vai vestir e a que horas vai dormir.
E volta correndo pra casa no fim do dia como quem voltou para um parque de diversão.
E se mata de brincar com o seu moleque como se fosse um de seus amigos de infância.

Depois que o Renato se tornou pai ele pensa o tempo todo o que pode ensinar,
E ampliou sua área de interesse para tudo que tenha a ver com educação e lazer com crianças.
E sempre tem uma história a respeito do filho de alguém para me contar, a qual ele achou muito interessante.

Depois que o Ângelo nasceu o Renato se tornou ainda mais amoroso,  carinhoso, dedicado, realizado e feliz do que eu jamais o tinha visto ser.

E, apesar de hoje não se comemorar o Dia dos Pais aqui na Suécia e a gente ter quase esquecido da data por falta de propaganda, ainda dá tempo de dizer "Parabéns" ao Renato e obrigado. Parabéns por ser o pai que é para o Ângelo e por me lembrar o quão carinhoso e dedicado meu pai também foi comigo, embora o tempo tenha se encarregado de apagar um pouco a memória.

Parabéns ao pai dele, o Caetano, em quem tenho certeza que ele se espelhou para ser o pai que é. Parabéns aos nossos amigos queridíssimos todos daí do Brasil que tiveram filho no ano passado, quase junto com a gente. Parabéns a todos os maridos das amigas, os conhecidos e os leitores pais do blog. 

Parabéns porque uma das coisas mais bonitas de se ver na vida é como vocês têm a capacidade de amolecer o coração e tornar-se alguém ainda melhor, quando têm alguém para chamá-los de Pai.

Um beijo na bochecha de todos vocês e um abraço bemmm apertadinho, do jeito que o Ângelo dá na gente.

...

ps: no link ao lado, você pode ouvir e cair no chororô com "Pai", do Fábio Júnior. 

5 comentários:

Jessicka disse...

Tentei segurar a lagrima mas nao deu, pior foi quando ouvi o Fabio Jr...Lindas as linhas escritas!!!Parabens ao Renato por ser esse maravilhoso pai que é!
Infelizmente nao posso deixar de pensar em todas as criancas que nao tem/tiveram um pai se nao simplesmente um provedor genetico.
O mundo seria definitivamente um lugar muito melhor se todos tivessemos a sorte do Angelinho.
Bjs
/JR

Somnia Carvalho disse...

Jésssicka?

Você não é a Jéssicka minha amiga daqui de Malmoeee? é?

Fiquei muito feliz com seu comentário, embora você tenha chorado.. rs...

Quando eu era criança eu quase chorava toda vez que ouvia essa música do Fábio Jr.... e eu sempre pensava no meu pai e nos pais... era uma coisa tão forte. O Fábio Jr. deve ter tido dos seus melhores momentos com essa canção.

Você está totalmente certa! quando vejo o amor que um pai pode dar a um filho e penso nos filhos que não têm esse amor, eu consigo entender como a vida deles pode ser terrivelmente triste.

Um beijao e me diga quem você é que não consegui entrar no seu perfil! beijao

Lilás disse...

Que felicidade e sorte do seu Angelinho em ter um pai como esse!
Parabéns!

Ah, gostaria de perguntar-lhe coo vc consegue fazer esta junção tão linda das fotos? Você usa algum site para isso, qual?
obrigada e beijo carioca

Somnia Carvalho disse...

Lilás,

para você fazer essas fotos entre no site:

www.montafoto.com

e muito facil e rapido!

depois me diz se deu certo... bjs

Lilás disse...

Oi, Somnia!

Muitíssimo obrigada pela dica!
Valeu! Vou fazer coisas bem legais lá no meu blog também.
E obrigada pela visitinha por lá.
beijo carioca