24 novembro 2009

Você vai se vacinar? sobre a atual pergunta mais dita e mais ouvida na Suécia


Desde que o tempo mais frio chegou, em agosto, os casos de pessoas com "svininfluensa", a gripe suína, tem aumentado na Suécia bem como nos países vizinhos.

As autoridades médicas imaginam que os meses críticos, entretanto, ainda estão por vir. São os meses mais frios nos quais as pessoas ficam mais tempo dentro dos lugares sem ventilação e quando os vírus se espalham mais facilmente.

Foram 15 casos confirmados de mortes no país até agora e o governo sueco tem vacina para toda a população. A idéia era ter uma vacinação em massa diminuindo as chances de propagação do vírus, mas alguma coisa mais ou menos inesperada acontece.

Metade da população residente na Suécia, incluindo os estrangeiros, está dividida quanto a se vacinar ou não. Os suecos tem uma cultura de não tomar remédios. Em gripes normais, com diarréia, vômitos etc é normal que os médicos recomendem apenas repouso e água.

É bem possível que você se sinta totalmente frustrado tentando convencer seu médico de dar um remédiozinho para algum mal para o qual você já concluiu necessitar de medicação. Remédios só em casos muito especiais. O corpo precisa criar imunidade, é o que eles acreditam.

Os suecos quando doentes isolam-se em casa e isolam suas crianças. O importante é sempre não disseminar o vírus e assim a população foi criada. O que acontece agora é que essa população que aprendeu a ter "medo" de provar remédios e esperar que o corpo cumpra seu papel sozinho, bem como a natureza, está dividida.

Inclusive metade dos profissionais da área de saúde do país não querem ser vacinadas, apesar de serem obrigados a vacinar os pacientes. A falta de testes com a vacina é o que mais assusta quem não quer tomá-la, mas sobretudo a idéia de que a vacina pode criar um vírus ainda mais forte para o futuro. Assim, crê essa grande parte, é melhor a natureza dar conta de erradicar o vírus.

Mesmo entre meus amigos brasileiros e não brasileiros, ou entre os colegas do curso de sueco, ou entre os pais dos alunos da escolinha do Ângelo estão tomando decisões diferentes. A pergunta que todos se fazem e todos estão fazendo para mim é:

- Você vai se vacinar?

Minha resposta, ainda que titubeante é: sim, eu vou me vacinar. Renato já se vacinou e quando a vacina chegar para as crianças de dois anos, Ângelo também irá.

O fato é que nós pegamos gripes fortes aqui, a influenza comum (febre, vômito e diarréia), que no Brasil normalmente chamamos de viroses, todos os finais de ano. Nos últimos dias muitos amigos, filhos deles e até nós aqui temos tido gripes assim. Hoje estou em casa com Ângelo doentinho e rezando para não ficar doente também e conseguir ir dar meu workshop amanhã.

Outro ponto é não se apavorar com o que já é frequente e separar o que é uma gripe forte comum da gripe suína. O mais importante é analisar como a pessoa foi exposta e se há risco de contaminação com o vírus. Em caso de dúvidas é preciso ligar para o médico da família ou para o Vårdcentral (espécie de posto de saúde) a qual pertencemos.

Minha cultura brasileira não me deixa muito em dúvida. Prefiro tomar a dose que pode ajudar o corpo a se sentir mais forte diante da gripe suína do que não tomar, embora seja também verdade que muitas pessoas aqui, inclusive que eu conheço, tiveram gente na família com gripe suína comprovada por testes, e se curaram como qualquer outra gripe.

O Brasil, assim como em muitos países aqui, não tem dinheiro para comprar a vacina para toda a população. Estou num lugar onde estão me oferecendo isso, onde o governo pôde pagar pelas vacinação em massa e onde quem foi vacinado no máximo teve dores musculares e sintomas normais da gripe.

Se você reside na Suécia e tem registro no país receberá em casa um carta com local, data e horário de sua vacinação. Você poderá escolher qualquer dia daquela semana para se vacinar caso não possa ir no dia indicado. Não é preciso telefonar para avisar.

No início algumas pessoas reclamaram de filas, mas as pessoas que conheço não esperaram quase nada para serem vacinadas.

Um outro dado é que até agora a maior parte das vítimas fatais da gripe suína aqui estava no grupo de risco. Apenas duas pessoas não eram do grupo de risco e, segundo os médicos, foram fatalidades que também acontecem.

É esse o argumento de minha amiga Nikol, por exemplo, para não vacinar a si, o filho e o marido. Eles estão em dúvida, mas, o argumento dela é um conhecido: todos os anos morrem dezenas de pessoas de gripe, a diferença é que agora estamos contando mais os casos, por conta da gripe do porco. As pessoas que morreram continuam pertencendo aos grupos de risco de todos os anos... Então eles acreditam que o melhor seja não tomar um coquetel de gripes para se prevenir de outra.

Bom, como eu disse, as opiniões são muitas e são bastante divergentes.

E você? Mora na Suécia? Vai se vacinar? Se vacinaria se o seu país tivesse um programa de vacinação em massa? Por que?

...

Em alguns sites você pode se informar como anda os casos da gripe no mundo. O dilema dos suecos tem sido o mesmo da Austrália e outros países, por exemplo.

Austália: vaccineinfo.net

No Brasil, achei bom este site aqui:


Nesse site do governo sueco é possível achar inúmers e boas informações a respeito da epidemia e da possível pandemia de gripe suína. Há também informações sobre os casos na Suécia e como a gripe tem se manifestado nas escolas e empresas. Você pode copiar o texto e traduzir no google tradutor, se quiser: Svininfluensa.com

20 comentários:

Barbie Girl disse...

Como existem culturas diferentes!
Para mim, essa gripe é mais uma como tantas outras, e, mais uma forma de "alguém" ganhar dinheiro vendendo as tais vacinas.

Mas veja bem, se o governo pode dar a vacina, porque não tomar. Já que é para se previnir, é melhor tomar.

Você está certa e concordo com vc, deve ser porque temos sangue brasileiro.

ótimo post!

beijos

Daniela Pedrinha disse...

Assim como vc, com certeza eu me vacinaria!

Claro que entendi que a cultura deles é essa.. mas morando aqui no Brasil (ainda) sei bem como é complicado não ter acesso a édicos, remédios ou vacinas. E como grande parte da nossa população se vacina quando acontecem as grandes campanhas eu estaria lá na fila esperando a minha vez... Salvo um inconsciente ou desinformado né?

Na minha empresa todo ano eles nos dão a vacina para a gripe, nunca deixei de tomar e nunca tive "reação" ou qualquer outro problema por isso.

Mas vale prevenir do que remediar. :)

Beth/Lilás disse...

Borboletinha,
Olha, se tivéssemos tido aqui no Brasil a vacinação em massa, eu, com certeza, teria me vacinado. Acho que não custa nada se prevenir.
Estarei torcendo para que o Ângelo não piore e que saia logo desse quadro gripal. Vai dar tudo certo!
Continue se cuidando aí, ok.
muitos beijos cariocas

Barbara disse...

Eu ja me vacinei. Na Inglaterra gente imunossuprimida, doente ou gravida ja pode tomar a vacina. Na verdade eu ia tomar a vacina da gripe normal e depois a da gripe suina, mas aqui na empresa a moca nao quis me dar a vacina da gripe normal.

Tomei so a da suina, entao. O braco doeu, tive um mal estar bem leve no dia, e so. Em compensacao, posso pegar o metro sem ficar paranoica, viajar de aviao sem panico, etc. Eu trabalho em escritorio, e nao quero ficar estressada achando que vou pegar alguma coisa por causa do ar viciado.

Eu concordo com essa historia de evitar remedio, mas evitar vacina para mim eh burrice. "O corpo tem que ganhar imunidade" - mas nao eh exatamente isso que a vacina faz, meus negos???

Lúcia Soares disse...

Oi, Sônia Somnia. Tive muito medo dessa gripe suína. Aqui no Brasil também não foi fácil conviver com a mídia sensacionalista, mais do que tudo.Não sei se me vacinaria...Sincerament.Odeio vacina "obrigatória"!
Embora aí seja de graça, alguém está ganhando com isso..Bj

nes disse...

Em Portugal, apesar de não estarem previstas vacinas para toda a gente, a situação é muito parecida! Ao início era toda a gente com medo da gripe A e com ânsia pela vacina, mas quando ela chegou fogem todos... mesmo os profissionais de saúde. O que não se percebe porque a vacina tem os mesmos adjuvantes que já tomámos desde pequenos em todas as outras vacinas (pelo menos na Europa), qualquer risco que exista será igual ao de qualquer outra vacina.

Mas aqui o problema é a estratégia de comunicação do Governo e do Ministério da Saúde... que nunca explicarem a todo o país o que é a vacina, como é feita, etc. Apenas alguns "privilegiados" que estão mais por dentro do assunto percebem.

Eu se pudesse vacinava-me, mas não deve dar porque não faço parte de nenhum dos grupos prioritários e de risco, a não ser que sobrem tantas vacinas que dê para os "vulgares" cidadãos saudáveis.

Arthur332211 disse...

meu irmão teve gripe suína esse ano, ficou ruizinho e tudo mas nada de muito anormal... febre e vomito basicamente, o médico garantiu que era a gripe suína e talz...

pelo que pude ver, ela nem é tão forte assim, eu só tenho medo porque eu faço parte do grupo de risco, quando ele estava doente eu nem fiquei em casa...

novavidanovelhomundo disse...

Nao pretendo.
Se tivesse crianças em casa, como voces, nao pensaria duas vezes. Acontece que eu nao tenho, e eu sofro da "sindrome de super-mulher", acho que nada tem o poder de me atacar. Meu sistema imunologico é fortissimo, e sei que tiraria de letra caso acontecesse o menos provàvel: eu ser contaminada.
Jà por outro lado, se a minha sogra (que è médica) aparecer em casa com a vacina quando formos là pro natal, nao vou fazer a "desfeita". rsrs Nao acho necessario, mas mal também nao vai fazer, ué!
Beijos e boa semana!

Cecilia . disse...

Ja vacinei sim, mas o marido ainda nao.


Ah, vou colocar um cachorrinho destes no meu blog tambem....

Somnia Carvalho disse...

Barbie,

eu acho que e uma gripe que daqui ha um tempo sera uma gripe qualquer, mas nao e agora.. ela e para algumas pessoas, mas ainda esta matando muita gente... entao e preciso tomar muito cuidado sim.

Eu vou me vacinar amanha se tudo der certo...

Somnia Carvalho disse...

Daniela Pedrinha (amei seu sobrenome... nasci em uma cidadezinha chamada Pedrinhas Paulista, interior de sao paulo, amo o nome)...

primeiro eu devo dizer parabens pelo noivado e pelo seu Espen ter feito o pedido de um jeito tao lindo ne?

segundo, sim quem se vacina ja nas empresas sabe que nao e grandes negocios esse de se vacinar ne?
mas andaram falando tanta coisa que eu ate fantasiar tragedias com as reacoes ja fantasiei! hehe

Somnia Carvalho disse...

Lilla,

angelo esta melhorinho sim, mas em casa ainda.

vou tomar amanhaa minha e tentar me proteger um pouco.
bj

Somnia Carvalho disse...

pessoar... to respondendo aos poucos volto ja... de frente p tras

Somnia Carvalho disse...

Barbara,

ai no caso das empresas elas e que optam por pagar para os funcionarios?

todo mundo diz que doe o braco ne? uma amiga teve uma quase paralisia nos bracos e pernas por alguns minutos e passou.... ai creda!

entao..eu entendo seu ponto de vista, a gente ta buscando proteger o corpo. Muita gente acha, entretanto, que vc protege o corpo contra esse virus mas que os virus da gripe transmutam muito rapidamente e a gente apenas cria virus mais potentes...

eu sou mais mediatista mesmo... acho... rs..

Somnia Carvalho disse...

Lucinha, eu entendo o que vc disse, mas nao sei se ha muita saida. Aqui as criancas estao ficando doentes nas escolinhas e a gripe se espalha no inverno muito facilmente. Como eu poderia nao me vacinar sabendo que posso pegar a gripe e passar pro angelo?

e uma situacao dificil nao e?

na verdade eu nao tomaria nao tivesse o angelo, mas como mae a gente fca sempre querendo prevenir o futuro... rs

Somnia Carvalho disse...

Oi Nes!

ah... em Portugal voces podem se vacinar se quiserem entao? legal...

e verdade. A falta de informacao deixa todo mundo perdido. Aqui a estrategia e mais pela internet ao que entendi, mas nao sei se todo mundo esta informado ou nao... as maes da escola do angelo pareciam que tinham se informado sozinhas...

e ai tambem tem a midia, como a lucia falou, que sensacionaliza o uso da vacina ou ao contrario o s efeitos colaterais dela... deixa todo mundo bem perdido. A verdade talvez seja mesmo ninguem sabe direito o que vai acontecer... e um risco e a gente tem que pensar se quer se arriscar tomando ou se arriscar nao tomando nao e?

Somnia Carvalho disse...

Mari,

com a sogrinha vacinando em casa ai fica facil ne? rs...

verdade, quando se tem filho a gente pensa sempre muito mais... eu tambem acho que sou invencivel, mas no fundo sou fraquinha fisicamente que e uma coisa! vivo pegando gripe!
rs...

Somnia Carvalho disse...

Arthurzinho, aqui eles so dizem se e gripe suina com o teste laboratorial porque e facil confundir mesmo... dificil saber ao certo se de seu irmao era sem o teste nao acha?

entao, mas por que voce e do grupo de risco fofo?

Somnia Carvalho disse...

Oi Cecilia! fui la ver seus ratinhos, mas e verdade que sao seus ou e so uma metafora de como e voce ve o mundo? de qualquer jeito, sao lindos!

o cachorrinho e engracadinho ne? mas vc foi a primeira a notar BUAAAAA

Marilena disse...

Olá Somnia,

aqui no Canadá eles ofereceram a vacina primeiramente para o grupo de risco. Como tenho duas crianças menores de 5 anos, eles vacinaram a familia inteira. Esta semana a Luisa tomou a segunda dose e nada aconteceu até agora.
Eu acho que a vacinação é quase uma responsabilidade social porque se todo mundo tomar a vacina vamos diminuir a presença do virus no ar e consequentemente diminuir a disseminação da doença.
Aqui no Canadá metade da população somente se vacinou e muitas clinicas de vacinação estão fechando por falta de "publico". O problema é que quem não se vacina fica amedrontado e qualquer espirrinho é motivo de pânico para os pais.
bj