25 junho 2009

"Todas as músicas do mundo"

(Meu all-star relaxando total no findi, junto ao monumento Ales Sterna, Kåseberga, junho 2009)

Hoje de manhã, quando acordei e fui fazer meu ritual de ligar o micro e pôr uma música pro café, vi uma mensagem naquele meu super programa, o Spotify.

Como tenho leseira pra tudo de computador, fiquei assustada com medo de poder ter perdido o acesso ao Spotify. Era besteira. Tenho ainda acesso ao mundo todo, ou quase todo, da música.
O que pode parecer exagero na verdade não é. Minha vida mudou com o acesso a esse programa. Sempre ouvi música. Sempre combinei os momentos do dia, do fim de semana com as músicas que sentia eram mais apropriadas, mas depois desse Spotify tudo parece ainda mais ao meu alcance.

Pra terem uma idéia, assim que acabei de assistir "Benjamin Buton", cliquei e pude ouvir toda a trilha sonora. Fan-tás-ti-co! 

Acho que poder ouvir música boa, selecionar aquelas que a gente sempre amou, na mesma horinha assim, faz a gente se sentir meio leve, meio de férias, faz a gente extravazar rápido qualquer sentimento, faz a alma ir além...

E para quem quiser saber mais sobre esse programa sueco incrível ou dúvida de tudo que tô falando e quer conferir, visite a querida Ju Moreira, que escreveu um super post informativo a respeito deles e dos seus criadores no texto "Todas as músicas do mundo: Spotify"

Um comentário:

Diana disse...

Parabens pelo teu Blog. Muito bem apresentado, extremamente util. Tenho 3 irmaos que residem na Suecia. Eu acredito que irei logo com a minha familia tambem. Dicas otimas mesmo.
Atenciosamente
Diana