Pular para o conteúdo principal

Quais os melhores posts do concurso de blogs da Lola?

(Banner do blog de Lola Aronovich)


Em um dos blogs mais interessantes, inteligentes e divertidos que conheci este ano escreve a Lola. No "Escreva Lola Escreva", a autora, que escreve num ritmo frenético de um (ou mais) post por dia, faz mais do que escrever. A Lola questiona, faz pensar e reflete sobre quaisquer temas que a interesse, desde cinema - seu tema preferido - até defesa do feminismo e qualquer bandeira que seja contra prejuízos. 

A Lola é desbocada, fala o que pensa e fala de um jeito engraçado e o mais incrível (coisa que eu adoraria ter a fórmula!) consegue ter quase 1000 visitas por dia. Seus leitores são fiéis e Lola consegue uma participação fantástica deles. Como se não bastasse, a jornalista, doutoranda, esposa, graduanda de novo por obrigação, que é blogueira nas horas não muito vagas, ainda tem energia para responder com atenção as dezenas de comentários diárias que ela recebe por cada post. 

Bom, como gente maloca assim não consegue ficar paradinho nem um pouco que seja, a Lola inventou um concurso bem bolado dos melhores posts de blogueiras brasileiras, depois que um concurso chinfrim, além de acabar premiando apenas homens blogueiros, reservou apenas prêmio de blogueira gostosa...

Assim escreve Lola: 

Lembra daquele famigerado concurso que premiava várias áreas (quase todas ocupadas apenas por blogs de homens) e destava uma categoria para a blogueira mais gata, gostosa, sexy, sei lá? Então. Eu e muitas blogueiras ficamos revoltadas. Não porque não fomos indicadas. Sei que é difícil acreditar, mas nem todas as mulheres do mundo sonham em participar de concursos de beleza. É incrível, eu sei, praticamente uma falha na nossa formação, mas há pessoas portadoras de vaginas que querem ser lidas e ouvidas pelo que têm a dizer, e não admiradas pelo seu teor decorativo. Tipo assim, há mulheres que querem ser tratadas como homens. Ó heresia! Mulher que quer ser tratada como homem? E a nossa femininidade, como é que fica? Ué, fica igual. Sermos tratadas com o respeito que merecemos não nos masculiniza. Só torna a pessoa que nos trata com respeito mais humana.

Eu tenho um post meu concorrendo nessa primeira leva. "O primeiro vôo do Anjo" foi um post que escrevi depois que deixei o Ângelo pela primeira vez sozinho na escolinha, há um ano. Então convido vocês a lerem esse post meu, caso não tenham lido na época, convido também a irem lá no espaço da Lola e lerem os outros posts super bons de outras blogueiras e convido todos vocês a votarem em mim, claro!. Brincadeiriiiinha!!! mas se gostarem do meu mais do que qualquer outro, o que não é fácil, pode votar que eu gosto! 

Convido vocês, ainda, a indicarem posts de blogs que leram e acharam muito bons ou a sugerirem posts de vocês mesmas que gostariam que fossem lembrados. 

Como móleres formosas que são, inteligentes, donas de blogs e portadoras de vaginas vocês podem e devem mostrar a que vieram!, creio que diria a própria Lola se estivesse falando aqui.

Comentários

Renato disse…
Oi, Sônia!
Aqui é a Marlies mesmo, aquela lá do DCE, de muuuito tempo atrás...
E você continua me inspirando, viu?
Você foi uma grande inspiração para mim quando me incentivou a encarar as salas de aula (e continuo hoje professora...)
E agora, com o texto que acabei de ler e no qual acabei de votar no blog da Lola, "O primeiro vôo do anjo", senti certo conforto para o medo que já começa a me acometer... Loguinho terei que deixar meu filho Bruno, hoje com 3 meses e meio, para voltar ao trabalho... Não vai ser fácil, mas é inevitável passarmos os dois por isso... Espero encontrar serenidade para o momento que se aproxima... (o duro é o forte cordão!)
Parabéns pelo texto. Espero que ganhe!
Um grande beijo,
Marlies
Mr.Jones disse…
Oi, fui la no blog e votei na sua postagem e ainda comentei explicando o porque. ahahaha.
abraços e boa noite
Dri disse…
Oi Sô,

Parabéns!!! Fiquei muito feliz em saber que você está concorrendo. Já passei lá pra deixar o meu voto e vi que você está entre as três mais votadas! Uau...

E, realmente, o seu texto é lindo, emocionante e nem preciso dizer que muito bem escrito!

Bjs,

Da sua cunhada e fã,

Dri.
lola aronovich disse…
Ish, obrigada por todos os elogios, Somnia! Bons tempos em que eu respondia comentários... Hoje em dia tá meio difícil. Mas sabe, fico muito feliz que seu post esteja concorrendo. Ele é lindo, assim como o seu blog inteiro. Parabéns pela inspiração que, pelo jeito, também inspira seus leitores(as). Abração!
Beth/Lilás disse…
Borboletinhaaaaa!
Já passei lá na Lola e votei em você, claro!
Sou sua leitora assídua e mesmo que outro ganhe, para mim, você é a melhor.
Beijocas cariocas
Luciana disse…
Oi, já fui lá dar meu votinho pro seu post.
Não sou muito chegada no blog citado, mas visito muito de vez em quando, achei estranho isso de concurso revanche, mas...
Bom, espero que você ganhe.
Tem prêmio?
Beijo
Somnia Carvalho disse…
Olá gente querida!

Eu adoro responder os comentários, sempre! mas é como a Lilás, a Lu disseram: tentar curtir essa época é uma necessidade que se faz! e quando a gente pensa que logo acaba, dai entao que nao sai da rua!

bom, hoje voltou a chover e ventar... a nossa festa promete ser com chuva!

Obrigadíssima por todos os votos!

Acho que o erro foi meu Lu! A Lola explicou no site dela que é mais para promover os blogs e para fazer com que textos bons sejam lidos por mais gente. Eu é que criei esse título parecendo disputa e revanche!

mas veja que chamou a atenção! rs...

beijocas!
Luciana disse…
Somnia, a revanche eu percebi por lá e não com seu título, mas o que importa é o movimento, e a chance de trocas.
Tomara que você ganhe.
Beijo
Mariel Stupp disse…
Ainda nao conhecia o blog quando esse teu post foi feito, tive agora a oportunidade de ler... lindo!!!
Nao sei se estou num daqueles dias sensìveis, mas me acabei de chorar!!
Incrìvel como meu namorado abriu uma torneira em mim. Faz jà algum tempo que relacionamento mae-filho me deixam sùper, mais sùper sensìvel!
Pelo que leio no blog tu me parece ser uma maezona, nao daquelas que diz que ama o filho, mas daquelas està sempre alì por ele, fazendo o possìvel e o impossìvel pra que ele tenha as melhores experiencias da infancia.
Ganhou fàcil meu voto!!
Somnia Carvalho disse…
Pessoal,

obrigadissima pelos votos!!!!

minha sogra achou maluco que eu disse que votei na menina, outra blogueira la da lista, mas acho que e legal ler os outros textos tambem, comparar e tal e dar o voto!

de quarqué maneira! adorei os votos! beijocas

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que