10 maio 2013

Quer saber o que você fez com a Dora?

("As costureiras", Edouard Vuillard)

Gente bonita,

Estava devendo este post, mas agora creio que consegui receber os depósitos de todas as pessoas que me pediram para esperar porque queriam ainda contribuir com o "A Dora, a Joana, um sonho em comum e você". Joana, no caso, é a Marinalva.

Depois do post em que eu dei o "resultado final" (R$2.663,09) da campanha ainda recebemos R$330,00 a mais o que ajudou a somar uma quantia total arrecadada de

R$2.993,09

Com este dinheiro vocês já pagaram uma máquina industrial para a Marinalva, agora mais ainda conhecida na escola toda, porque não pára de contar sua mais nova realização e convidar as pessoas a lhe darem ajustes e costuras a fazer. A Mari está ganhando algum dinheiro com a máquina já, está buscando outras formas de obter costuras de uma empresa para trabalhar em horas extras em casa e está muito, muito feliz. Ela me diz isso todas as vezes que nos encontramos.

A Dora me trouxe alguns planos que começou a fazer depois de nossa conversa reveladora da campanha. Ela pesquisou sobre cursos, sobre aquilo que havia me falado e chegou a uma conclusão muito clara: ela não sabe absolutamente nada de internet. Nunca aprendeu. Não tem computador, não sabe ler emails, não tem acesso a nada desse mundo virtual ao qual temos acesso diariamente.

A Dora voltou com vários sonhos, entre eles fazer um curso de computação básico e aí começar a se gabaritar para usar programas que lhe permitam fazer de forma mais eficaz as costuras de capas de sofá que faz.

Ela quer poder trocar ideia com suas clientes pela internet e não perder tantas horas em ônibus que vão de sua casa à casa delas apenas para tirar medidas ou dúvidas.

A Dora foi clara em me dizer que está sentindo um poder de voltar ao que sempre sonhou realizar: viver de sua costura!

O curso da Dora vai custar algo em torno de 200 reais por 3 meses, então como eu adorei a ideia dela poder usar a internet e programas de decoração de computador para fazer seu trabalho eu pensei em darmos a ela um laptop, um computador portátil. O dinheiro dado por vocês é suficiente.

Para isso eu pensei em pedir acessoria para meu marido que entende do assunto de qual deles seria mais funcional para a Dora.

Conversei com minhas amigas da campanha e elas gostaram da ideia. A Dora disse que não precisamos dar nada porque já demos esperança a ela. Ela pareceu aceitar a ideia de pagarmos o curso, mas quando sugeri o computador ela insistiu que não é preciso. Bom, isso está fora de cogitação! rs... Expliquei a ela que vocês doaram algo para ajudar a realizar o sonho dela, então, ela não está pedindo, vocês deram e pronto!

As poucas vezes que a Dora usou um computador foi emprestando de alguém, mas ela disse não conseguir entender como se usa e agora pensa em aprender. Ela está muito animada!

Gente boa, gente querida minha e que me apoiou nesta ideia, se alguém tiver algo contra essa decisão é só dizer. Vocês todos podem sugerir algo também, já que estou mudando a ideia divulgada que era o de proporcionar à Dora um curso de desenho.

Segundo ela, o curso de desenho era um sonho sim, mas não será tão eficaz quanto o de computação. Ela precisa primeiro de um curso de computação. Poderá até fazer cursos grátis na web. Ela disse que consegue pagar a assinatura básica de internet na casa dela e pessoas vocês não vão acreditar que brilho no olho ela tinha dessa segunda vez.

Segura, alegre, firme no propósito de voltar a viver do que ama fazer.

Então, estão vendo o que vocês fizeram com a Dora?

Vocês deram a ela motivos para viver a vida de uma forma leve, poderosa, feliz e ativa.

E por isso minha gente eu tenho que lhes dar parabéns e obrigada!

Ah! Também quero aplaudir essas últimas pessoas:

Daniela Mendonça
Elisabeth Rocha Pagani
Fabiana Pegoraro
Lúcia Soares
Tatiane Vacaro

Ótimo fim de semana pra todo mundo!!!



2 comentários:

Daniela disse...

Sonildes, acho que o mais importante é saber que ajudamos a realizar o sonho de duas mulheres batalhadoras que querem passar a viver daquilo que gostam. Se isso vai acontecer através do pagamento de um curso ou de um computador, para mim é o de menos. O importante é que a Dora e a Marinalva estejam dando novos e mais satisfatórios rumos às suas vidas. E é muito verdade que ser letrada em internet vai potencializar as oportunidades de aprendizado pra ela. Acho super válido.

Beijos

Lúcia Soares disse...

Sônia, concordo com a Daniela. Enquanto lia seu post, ia pensando se ela tem como pagar a internet, senão daria em nada a vontade dela. Mas já que ela tem essa condição, acho que o laptop é mesmo uma boa.
Veja bem, como podemos fazer a felicidade do outro, com apenas uma pequena ajuda? Sei que teve gente que doou um bom dinheiro, mas acredito que quem o fez não sentiu peso em fazê-lo. Doei pouquinho, mas se precisar, pode pedir mais.
Desejo que suas meninas tenham uma vida feliz com seus presentes. O mais importante é a gente querer. E Deus ouvir e mandar anjos para nos ajudar, como você fez com elas.
Beijo!