Pular para o conteúdo principal

Quer saber o que diz quem que já fez o Fórum Landmark?


Gente querida,

Estou organizando para amanhã, das 19:00 às 22:00h, uma das últimas Introduções ao Fórum Landmark, juntamente com um outro grupo.

Já até passou pela minha cabeça que vocês devem pensar que posso ter sido abduzida por ETs landmarkianos ou qualquer coisa do gênero, porque tenho falado muito deste curso que fiz em 2011 e no qual, agora, sou uma das pessoas a fazer com que ele continue acontecendo no Brasil. Entretanto, como criei no Fórum a possibilidade de seguir em frente com tudo que importa de fato para mim sem criar historinhas sobre o que os outros vão achar, resolvi insistir no convite do que para mim foi uma das conquistas mais valiosas que já fiz na vida.

Como já falei demais eu pedi a algumas pessoas graduadas se elas poderiam compartilhar os maiores ganhos que tiveram com o Fórum, quais os principais saltos que sentem ter ocorrido após os 3 dias de curso e o que continuam ganhando.

O Fórum Landmark, nas minhas palavras e experiência é um curso de autoconhecimento, auto-expressão e autodesempenho em quaisquer área desejada e ocorrerá dias 21, 22, 23 de Junho, isto é, sexta, sábado e domingo, durante o dia e dia 25 a noite!

Amanhã coloco o convite para o Fórum!

Você e qualquer pessoa que deseje convidar serão muito bem vindos na Introdução, que é gratuita, Amanhã (Rua Camilo, 556 - mas precisa confirmar presença pelo email somnia.carvalho@gmail.com) bem como no Fórum.

Não é preciso fazer a Introdução para participar do Fórum, mas se quiser saber mais do que se trata é uma excelente chance!

Eis aqui alguns depoimentos!

"Saquei no Fórum que "eu sou a unica responsável pelo que conquistei ou nao até hoje em minha vida". Isso tirou de mim o sentimento de que eu era uma vitima no meu trabalho. Voltei do Forum vivendo o oposto do que a vozinha dizia...A partir disso meu comportamento mudou da agua para o vinho... Fiquei em paz... Tambem saquei que "a vida é agora". Isso abriu para mim a possibilidade de ser irrazoável quando se trata de curtir minha familia e meus amigos."

Adriana da Matta,
Enfermeira
São Paulo, Brasil.

"... eu sentia responsável por ter que "salvar" o casamento dos meus pais e cuidar para que tudo estivesse bem com todos aqui em casa... me libertei desse peso e de todo o sofrimento... Tive uma sensação de paz e liberdade tão grande, que só então enxerguei o tamanho da história que havia criado e o quanto me impediu de viver uma vida mais leve e tranquila... Depois do Fórum eu deixei pra trás o papel de "mãe" para ser só a filha."

Júlia Cabral,
São Paulo, Brasil.

"Uma das maiores sacadas que eu tirei do Fórum Landmark foi o poder de comunicar-se, de compartilhar-se!
 Antes eu guardava tudo o que acontecia comigo, coisas boas e principalmente as coisas ruins. Eu tinha dificuldade de me expressar, de explicar as coisas... o resultado que obtive do Fórum foi me conhecer! Saber minhas vontades, saber como eu sou, minhas características, personalidade.. E foi simplesmente maravilhoso!!!! Uma liberdade tremenda, uma leveza, paz e felicidade escancarada na minha cara!!..."
Renata Resende Meireles
Arquiteta
Goiânia, Brasil.
"A grande sacada que eu tive na minha vida é aprender a segurar nas mãos os meus problemas e faltas e ir atrás de completá-los, em vez de ficar na impotência, ou culpando os outros, a vida, o sistema, Deus... Outra grande sacada é que EU não sou o que acho que sou. Sou muito mais. E posso ser mais ainda. Sou uma sinfonia inacabada. Aprendi que ser feliz e ir atrás dos sonhos é para quem tem coragem e fibra. O Landmark me fez e faz ter coragem.
E também aprendi que muitas vezes acredito muito nas histórias da minha vida e com isso me limito ir em busca do novo..."

Adriana Jazra
Psicóloga e Terapeuta Corporal
São Paulo, Brasil

"Para mim foi uma das melhores experiencia em toda minha vida. Eu era medrosa, insegura, desconfiada, aborrecida e me sentia mal amada. Hoje sou corajosa, super segura em tudo que faco, confio nas pessoas e em mim mesma, falo o que eu sinto sem medo para qualquer pessoa e em qualquer situacao, faco tudo que tenho vontade de fazer com liberdade e seguranca, ja realizei muita coisa que jamais imaginei que eu fosse capaz de realizar em toda minha vida... uma experiência extraordinária".

Maria Armendani,
Empresária,
Canadá

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Ja, må hon leva!" Sim! Ela pode viver!

(Versão popular do parabéns a você sueco em festinha infantil tipicamente sueca) Molerada! Vocês quase não comentam, mas quando o fazem é para deixar recados chiquérrimos e inteligentes como esses aí do último post! Demais! Adorei as reflexões, saber como cada uma vive diferente suas diferentes fases! Responderei com o devido cuidado mais tarde... Tô podre e preciso ir para a cama porque Marinacota tomou vacina ontem e não dormiu nada a noite. Por ora queria deixar essa canção pela qual sou louca, uma versão do "Vie gratuliere", o parabéns a você sueco. Essa versão é bem mais popular (eu adorava cantá-la em nossas comemorações lá!) e a recebi pelo facebook de minha querida e adorável amiga Jéssica quem vive lá em Malmoeee city, minha antiga morada. Como boa canção popular sueca, esta também tem bebida no meio, porque se tem duas coisas as quais os suecos amam mais que bebida são: 1. fazer versão de música e 2. fazer versão de música colocando uma letra sobre bebida nel

Mãe qué é mãe mesmo...

(Picasso, Mãe e criança, 1921) Mãe qué é mãe mesmo... Já deu uma de cientista e foi até o quarto do bebê só para checar se ele respirava. Já despencou de sono em cima dele, feito uma galinha morta, enquanto amamentava. Já caminhou pela casa na ponta dos pés, como uma bailarina, só para não acordar o pimpolho. Mãe qué é mãe mesmo... Já perdeu a conta das mamadas e esqueceu qual o peito deveria dar. Já deu oi pro lindo rapaz que dormia ao seu lado e dormiu antes de continuar a conversa. Já adquiriu habilidades múltiplas como comer com uma mão só e fazer xixi com o bebê no colo. Mãe qué é mãe mesmo... Ama e odeia, ama e odeia. Às vezes chora e muitas vezes sorri. É ao mesmo tempo carrasca e heroína. Mãe... é uma garota crescida com uma boneca de verdade nos braços. Precisa de atenção e carinho tanto quanto seu brinquedo.

O que você vê nesta obra? "Língua com padrão suntuoso", de Adriana Varejão

("Língua com padrão suntuoso", Adriana Varejão, óleo sobre tela e alumínio, 200 x 170 x 57cm) Antes de começar este post só quero lhe pedir que não faça as buscas nos links apresentados, sobre a artista e sua obra, antes de concluir esta leitura e observar atentamente a obra. Combinado? ... Consegui, hoje, uma manhã cultural só para mim e fui visitar a 30a. Bienal de Arte de São Paulo , que estará aberta ao público até 09 de dezembro e tem entrada gratuita. Já preparei um post para falar sobre minhas impressões sobre a Bienal que, aos meus olhos, é "Poesia do cotidiano" e o publicarei na próxima semana. De quebra, passei pelo MAM (Museu de Arte Moderna), o qual fica ao lado do prédio da Bienal e da OCA (projetados por Oscar Niemeyer), passeio que apenas pela arquitetura já vale demais a pena - e tive mais uma daquelas experiências dificilmente explicáveis. Há algum tempo eu esperava para ver uma obra de Adriana Varejão ao vivo e nem imaginava que