20 maio 2010

Sonhando num cavalo branco...


("Cavalo sonhador", Sascalia)

Estava aqui entre uma pilha disso e daquilo para fazer quando recebi uma rápida ligação de minha amiga Nikol, aquela alemã de quem já falei muito aqui antes.

Depois de 41 semanas e 4 dias (na Suécia e em quase toda a Europa não se força a cesareana se tiver tudo bem com o bebê e a mãe) a Nikol deu à luz a um menino chamado Luís.

("Mãe e filho", Sascalia)

Ter acompanhado sua gravidez desde o início e ouvi-la falar dos planos com o segundo menino... Assim como sua angústia das últimas semanas, depois que ela parou de trabalhar e estava apenas a esperar sua criança e ver sua carinha saudável... E agora, depois de ter ouvido sua voz cansada do parto ao mesmo tempo tremida de emoção, juntamente de um chorinho leve de bebezinho recém nascido me deu uma alegria tão tão imensa, uma emoção incontrolável que parei o que estava fazendo para escrever.

Pintei uma tela que não gostei com uma Marian vestida de branco para o post da semana da Glorinha... mas agora pensei que o nascimento do Luís é o post que eu queria para essa cor... A paz que a Nikol está sentindo, a luz que vem do nascimento dessa e de qualquer criança, o branco de tantas páginas da vida dele que está por ser escrita, tudo isso resume o que sinto da cor branca. Paz e vida.

A morte é mesmo um mistério e pode ser negra, mas a vida com certeza é um milagre... E é branca que só...

Nenhum comentário: