24 agosto 2007

A Fotografia, o Medo e a Vida


(A Noiva, foto tirada pelo Renato em Londres, na Catedral de San Pietro, em 2006)

Você é um bom fotógrafo?
Eu não.
Já tirei algumas fotos legais que ficaram bem nos meus álbuns de retratos feitos a mão, mas são poucas para contar história.

O Renato, meu companheiro de caminhada, esse sim tira fotos muito boas. E não faz muito tempo ele comprou uma câmera melhorzinha e começou a se aventurar. Ele se arrisca sempre e acaba tendo belas fotografias para que eu faça nossos àlbuns de viagens. Exemplo é essa que abre o texto. A gente tava em Londres, esperando pela Dani e o Rogério, e num piscar de segundos aparece o casal de noivos que acabava de oficializar o casamento. O clique sem medo do Renato conseguiu flagrar a felicidade eternizada da noiva. Um segundo de plena realização que ela jamais esquecerá. Pena ela nunca saber do clique anônimo.

Hoje eu tava aqui embalando o Ângelo e pensando que na vida é a mesma coisa... Pensei isso porque meu sogro, o Caetano, que tá aqui visitando a gente, tirou umas fotografias lindíssimas daqui de Malmö... me fez perceber coisas belíssimas na cidade que eu não tava nem mais pondo arreparamento. E aí ele me falou: "O Re falou pra eu fotografar sem medo..."
E ele, o meu sogro, tá feliz da vida com as fotos que tirou. Não é por menos, as fotos estão muito bonitas.

E acho que a grande idéia é essa... a gente tem que deixar o medo de lado e se lançar por aí.
Não é fácil não. Normalmente temos a tendência de pensar demais, medir demais e aí, puft! já era! a melhor cena passou e não fizemos o que deveria ter feito a tempo.


(Igreja Sacre Couer, Paris,2006, foto de Renato Cechetti)

O problema é que o medo é um grande inimigo, talvez o maior que tenhamos a vida toda. E a verdade é que temos medo de muita coisa...

Medo de amar.
Medo de errar.
Medo de se frustrar.
Medo de perder.
Medo de ganhar.
Medo de não ser bom o suficiente.
Medo de não agradar.
Medo de ser julgado.
Medo de fracassar.
Medo de acreditar.
Medo de se arriscar.


(Tulipas Vermelhas, Bélgica, 2006, foto de Renato Cechetti)

E com medo a gente perde muita foto boa na vida. A gente deixa de ver coisas muito bonitas porque tá ali contando cada clique e esperando um resultadinho apenas. Uma bela foto se faz arriscando-se muitos cliques em muitas fotos feias, não muito nítidas ou não tão bonitas e artísticas. Não tô dizendo que qualquer foto daquelas milhares que tiramos a esmo no celular ou na câmera digital necessariamente serão boas ou farão de alguém um bom fotógrafo. Acho que é preciso focar algo especial, algo que queiramos realmente que seja fotografado e que fique marcado.

A fotografia pode ser arte e, segundo Walter Benjamin (filósofo alemão) ela é a grande arte da época moderna, mas é preciso manter alguma aura, ao meu ver, mesmo nesta arte.

Vai ver a vida é simples assim. É preciso vencer o medo. É preciso por-se de olhos abertos ao que é mais bonito e lançar-se. É preciso escolher algo que realmente queiramos na vida e nos dedicar.

Neste post, coloco várias belas fotos do Renato (o marido) e do Caetano (o sogro) para a gente se inspirar a perder o medo de fotografar e de tudo mais que desejamos fazer.

Aliás, tenho que dar créditos deste post para a Andréa, pois acabei lembrando dessas fotos nossas depois que ela "roubou" uma foto aqui do blog e colocou no dela... aliás, roubo que eu adorei, embora quem tenha tirado a foto, claro, não seja eu, mas o maridão em questão.


(Somnia somniando em Paris, foto de Renato Cechetti)


(Esquina de casa em Malmö, foto de José Caetano Pinto)


(Pildamnsparken, Malmö, foto do sogro José Caetano Pinto)

2 comentários:

Dri disse...

Q lindas essas fotos. Vc sabe q tb adoro fotografar...e eu e o Rê sempre brigávamos pelo melhor clique. Mas ele está de parabéns mesmo.

E q surpresa boa as fotos do meu pai! Estão muito bonitas tb.

Acho q além de não ter medo, como tudo na vida, uma boa foto precisa mostrar a alma do fotógrafo tb.

Bjs, Dri.

Ed. disse...

não tenha medo.
ultimamente este é o meu mantra...


acho que preciso de uma camêra....
rs


beijos!

p.s as fotos são lindas!