07 outubro 2015

Novo blog, novos projetos, novo visu porque inventar é preciso!



Ai genthi tão querida!

Voltei e, se minha loucura permitir, agora pra ficar.

Estarei, a partir de agora, publicando novas crônicas no "Crônicas Rapidinhas" e republicando lá as melhores crônicas daqui do Borboleta. Neste espaço, ficam textos diversos outrora publicados e os novos quando as temáticas forem diversificadas.

As razões são várias. Desde minha necessidade quase básica de poder escrever, de criar como quem respira e vive, por isso  pensei que um blog apenas de crônicas pudesse me ajudar nisso, até o desejo de ir organizando os textos do Borboleta que estão agora chegando na casa de mil posts.

Recebo com frequência email de leitores (super obrigada mesmo pelo que me escrevem!) que me perguntam por que não tenho mais escrito. Gente que me agradece, me incentiva, elogia. E eles, entre outras pessoas e fatores, colaboraram para que eu quisesse parar e manter um blog ativo novamente.

No cronicasrapidinhas.blogspot.com.br, além do texto, a intenção é de também criar uma ilustração para cada um deles, não usando nada que não seja de minha autoria.

É uma ideia ambiciosa para quem tem os recursos, talento e tempo que eu tenho, mas não consigo não começar. É mais forte do que eu. Só quero ser forte suficiente para continuar e não esmorecer.

Se aparecerem, eu vou adorar! Vai ser demais!

Um abraço bem apertadinho!

Somnia.



06 outubro 2015

"Me diga com quem andas..."

     

Uma querida amiga-vizinha teve um dia de folga do trabalho no mesmo dia que eu e me mandou uma"whats" convidando eu e as crianças para  um bolo de cenoura com calda de chocolate (hummmm) que ela faria para o café da tarde.

Venci a manhã mentalizando aquele delicioso momento que me aguardava, quando lá pelas 15:00 ela me interfona:

- Amiga, cê pode emprestar um liquidificador?
Veio, pegou e se foi.
Dois minutos depois: toca o interfone:
- Amiga, você tem cenouras aí para me arrumar? Lembrei que não comprei na feira domingo.
- Hum, deixa eu checar... Tenho.
- Ah! mas também preciso de fermento! O meu tá vencido!
- Quer que eu faça o bolo pra você aqui?
- Engraçadinha!
Sou eu a engraçadinha?

___________________

* texto publicado originalmente em Crônicas Rapidinhas. Confira!