30 junho 2007

Eu e minhas borboletinhas



Morar fora do Brasil, deixando para trás minha família tãooo querida, os amigos super presentes, minha casa, a vida, de alguma maneira, especialzinha que eu tinha, só faz sentido porque não estou sozinha aqui: há mais de dez anos juntos e cinco de casados, eu e Renato achavámos que passar a vida toda num único canto do mundo seria pouco demais para nossa existência... E a vida é cheia de saudade, mas também de momentos inesquecíveis. Ah... e a gente não veio só. Em breve a família aqui fica mais completa: teremos um Ângelo que deve chegar em poucos dias. E vejam que a gente não vê a hora...

Por que Bortoleta Pequenina?



A referência à conhecida música do folclore brasileiro, gravada há algum tempo por Marisa Monte, na verdade vem aqui para expressar a forma como me sinto no mundo. Voando de lá pra cá, cheirando flores por um jardim imenso, me sinto totalmente perdida e encantada com as cores, as flores, os cheiros, a vida. Ao mesmo tempo que pareço com poder de voar e conhecer os jardins mais distantes, também me sinto pequena diante de tudo. Hoje, grávida de 9 meses, morando na Suécia com meu marido, distante de pessoas que amo, mas vivendo uma cultura e uma experiência totalmente nova, meu desejo é de voar, voar cada vez mais... sem esquecer quem sou e de onde venho.

"Borboleta pequenina
saia fora do rosal
Venha ver quanta alegria
Que hoje é noite de Natal
Eu sou uma borboleta
Pequenina e feiticeira
Ando no meio das flores
Procurando quem me queira
Borboleta pequenina
Venha para o meu cordão
Venha ver cantar o hino
Que hoje é noite de Natal"

Todo cambia


Meu desejo de escrever um blog vem de algum tempo, mas nunca quis jogar palavras ao vento e sempre adiei começar esse dividir com não se sabe quem. Acho que venci o preconceito e a petulância... é hora de começar...